Itacaré Web Gospel

Translate

VERSÍCULOS BÍBLICO

Seguidores.

Google+ Followers

Comentários

Google+ Badge

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Pastor é liberto após 359 dias de prisão

Pastor Vahik Abrahamian, um cristão de 45 anos de idade, armênio, foi libertado da prisão, durante a manhã de segunda-feira 29 de agosto, 2011, depois de sofrer muito atrás das grades por um ano, e agora esta de volta para sua família.

De acordo com o persa Christian News Network (www.fcnn.com), o Pastor Abrahamian foi preso por agentes de segurança, juntamente com sua esposa Sonia Keshish Avanessian, no dia 04 de setembro de 2010, em sua casa em Hamedan, local em que se acredita ser uma das mais antigas cidades iranianas e uma das mais antigas do mundo.

O Pastor Vahik e sua esposa, juntamente com amigos e familiares de Arash Arezou, foram presos por 44 dias em confinamento solitário no Ministério iraniano do centro de Informação de detenção.

"Neste período todos foram submetidos a intensivos interrogatórios e grave tortura mental e psicológica, sem qualquer permissão de contatar a família ou amigos", disse um porta-voz à FCCN ASSIST News Service ( www.assistnews.net).

"Eles então, foram transferidos para a enfermaria da prisão de Hamedan e após oito meses de cativeiro foram comprovadas não culpado numa audiência e, posteriormente, Sonia, Arash e Arezou foram libertados em 30 de abril de 2010, mas o Pastor Vahik foi mantido preso até agora."

Durante a prisão de um ano, a FCNN obteve relatos de saúde precária do Pastor e também sobre a prisão que tinha "condições de higiene deploráveis ​​que fez a família, amigos e a comunidade cristã inteira ficarem extremamente preocupado".

O porta-voz da FCCN passou a dizer: "Esta ansiedade foi elevada sobre a libertação dos três outros prisioneiros. A comunidade cristã mundial, especialmente a comunidade iraniana cristã teve estado fielmente segurando o pastor Vahik em orações. A notícia de oração em todo o mundo era uma causa de conforto e força e incentivo para a família no Irã e no exterior.

"É notável observar que, apesar de sua cidadania e a obtenção dos Países Baixos e da possibilidade de levar uma vida confortável lá, o Pastor Vahik Abrahamian optou por regressar ao seu país e ele e sua esposa Sonia dedicou seus esforços e recursos escassos para alcançar e ajudar viciados em drogas e todos os tipos de pessoas abusadas na sociedade.

"Vahik, tendo sido milagrosamente tocado por Cristo, seu Senhor e Salvador, considerado de máxima prioridade e privilégio de chegar aos excluídos e lançados fora da sociedade.

"É irônico que as autoridades, apesar de testemunhar a motivos puros, a atitude altruísta e de fato o resultado maravilhoso de Vahik e os esforços sacrificial de Sonia, em vez de oferecer apoio e assistência prenderam-no em fevereiro de 2010 e o manteve sob falsas acusações na infame prisão do Evin por 53 dias em confinamento solitário e cinco dias na enfermaria geral.

"Ele foi libertado depois que sua família e amigos pagaram uma fiança em dinheiro de 10 milhões de Toomans enquanto aguarda julgamento", acrescentou o porta-voz da FCCN. "Vahik e Sonia já havia se mudado para Hamedan para viver em paz e servir a comunidade longe da confusão da capital e foi de fato na sua própria casa com um outro casal quando eles foram subitamente presos."

"FCNN gostaria de adicionar a sua gratidão a todos os que foram sensibilização e orações nas igrejas e escrever notas e cartas de encorajamento e apoio", afirmou o porta-voz. "Vamos orar por outros cristãos ainda mantidos em cativeiro em particular para Farshid Fathi, que foi mantido na prisão do Evin por mais de seis meses.
"Vahik e Sonia têm evitado falar com ninguém fora da família imediata, portanto, não foi possível obter informações do seu bem-estar físico e emocional.

"FCNN gostaria de pedir a todos para orar por Vahik, Sonia, Arash e cura física e emocional", concluiu o porta-voz.


Fonte: Mohabatnews
Traducução: Conhecer é Preciso

Virgindade, saiba mantê-la!


É muito natural, hoje em dia, que um casal de noivos durma junto para testar o relacionamento dos dois: “Devemos ou não nos casar?” Esta maneira de agir do mundo é correta? Há pessoas que estão vivendo juntas há 10 ou 15 anos e parece estar dando certo (isto é o que eles dizem).Vejamos algumas razões que nos mostram que esta maneira de pensar do mundo está contra os planos de Deus para a nossa completa felicidade no casamento:

1) Por que Sexo Antes do Casamento Não Nos Fará Conhecer o Verdadeiro Amor?

Quando estamos fora do centro da vontade de Deus, aquilo que estamos planejando para nossa vida não pode dar certo. Em 1Tes 4:3 a Bíblia nos diz: “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;” .Deus não aprova o sexo fora do casamento.O homem pode até dizer que é liberal, que não acha nada demais haver o sexo pré-nupcial, mas, bem no íntimo de sua alma, ele prefere se casar com aquela moça pura, obediente à Palavra de Deus e que se guarda para o seu marido que a conhecerá na noite de núpcias.Muitos desses noivos liberais, quando conseguem o que querem da noiva ficam achando que ela já praticou sexo com algum ex-namorado. O que prova o contrário?Moça, procure chegar até seu esposo de cabeça erguida, sem ter de que se envergonhar, fiel não só a ele mas principalmente ao Senhor que foi o criador do sexo que é lindo e puro dentro do casamento.

2) Porque Sexo Antes do Casamento Nos Afasta do Perfeito Plano de Deus?

Não devemos ver o sexo como um simples prazer de momento, ou como um ato físico, mas como a união entre duas pessoas numa só. É um ato tão íntimo que podemos dizer que parte de você fica com ele e parte dele fica com você.Se você já teve relação sexual com outro, então quando você se casar não poderá dar a seu marido , ou vice-versa, 100% de você porque parte de você já ficou com outro (a). Deus fez você para ser única e exclusivamente de seu marido. É este o Seu plano.

3) Como Me Vejo Após Ter Relação Sexual Antes de Me Casar?

Em 1Cor 7:8,9, a Bíblia nos diz que é melhor casar-se do que abrasar-se. Ainda em 1Cor 7:32, ela nos diz que o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor. A Palavra de Deus chama de fornicação ao sexo pré-nupcial.Tanto o homem como principalmente a mulher se desvalorizam se fazem sexo antes do casamento. Viver juntos antes de se casarem, faz com que apareçam um sem número de problemas. A situação se torna tensa. Surge um clima de insegurança e de desconfiança, aparecem pressões no relacionamento, auto desvalorização e o que é pior... Aos olhos de Deus, eles fornicaram.

4) Como Me Sinto Após Ter Relação Sexual Antes de Me Casar?

Temos que admitir que o “sentimento de culpa” que, muitas vezes, vive dentro de nós, se deve ao fato de sermos pecadores, miseráveis e de não seguirmos os conselhos bíblicos de nosso Deus Santo que sempre quer o melhor para nós. No livro “Resposta Francas a Perguntas Honestas” de Jaime Kemp, um jovem diz o seguinte: “Sou crente em Jesus, filho de pastor e presidente da União de Mocidade da minha igreja. Isto também é uma das causas do tremendo sentimento de culpa, do qual não consigo me libertar. Toda esta angústia deve-se a um fato ocorrido há quase um ano e meio atrás. Por alguns meses, mantive relações sexuais com a esposa do regente do coral de nossa igreja. Foi uma experiência amarga. O sentimento de culpa tornou-se insuportável e nos fez terminar com aquele vínculo ilícito. As conseqüências porém, têm sido terríveis.

Perdi a paz, a alegria em servir a Deus e a ousadia de testemunhar sobre Jesus. Passei, inclusive, a sentir dúvidas sobre minha salvação. Por favor, me ajude!” Este exemplo não é, na verdade, sobre um fato que aconteceu entre dois noivos mas entre um jovem e uma mulher casada. Mas o que queremos focalizar aqui é o sentimento de culpa que surge quando estamos fora da vontade de Deus, quando estamos em pecado. Mas graças ao nosso Deus que nos ama e nos perdoa se confessarmos os nossos pecados e mostrarmos um arrependimento genuíno (veja 1Jo 1:9).

5) O Que Surge Fatalmente Após Uma Relação Sexual Antes do Casamento?

Uma Grande Decepção Geralmente, é mais a mulher que sonha em um dia ficar a sós com a pessoa que “ama” e se entregar de corpo e alma pensando que vai ter momentos muito prazeirosos. Mas, com a pergunta: “Para vocês a experiência sexual foi agradável,desagradável ou uma decepção?”, num levantamento feito em uma clínica de mães solteiras, chegou-se à seguinte conclusão: 50% disseram que foi uma decepção; 30% disseram que foi desagradável e revoltante, enquanto só 20% responderam que foi agradável. 1Tes 4:4,5 nos diz: “Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus.”

6) Que Riscos Você Corre Se Tiver Relação Sexual Antes do Casamento?

O sexo antes do casamento é arriscado sob vários aspectos: doenças venéreas, aids...As doenças venéreas podem causar infecções sérias, cegueira e até a morte. A aids, depois de muito sofrimento, causa a morte. E o pior é que pode ser transmitida para os filhos com os mesmos efeitos. Veja o que pode acontecer com você: “Marta, uma jovem crente, era noiva de Tiago, presidente do jovem de uma igreja muito conceituada, de doutrina firme, e de comunhão invejável. Por causa do “amor” que havia entre ambos e dos carinhos, que cada vez ficavam mais audaciosos, decidiram dormir juntos e esqueceram qual era a vontade de Deus com relação a duas pessoas solteiras. E tudo foi mais ou menos assim: MARTA dormiu com TIAGO que tinha dormido com HELENA e com MARIA que tinha dormido com JOSÉ que tinha dormido com 5 prostitutas (duas delas tinha AIDS). Por causa de uma noite de amor e prazer com o noivo crente (ela tinha certeza que não havia perigo nenhum), Marta contraiu o vírus da Aids.

7) Será Que Sua Vida Pode Mudar Completamente Após Ter Relação Sexual Antes do Casamento?

Ao visitar um lar de mães solteiras podemos ver o desespero refletido em cada rosto. São jovens que não sabem como enfrentar o futuro; não sabem se um dia conhecerão o verdadeiro amor e se constituirão um lar.A jovem crente deve colocar seu namoro nas mãos do Senhor. Quando ela começa a pensar que é senhora de tudo, que sabe o que está fazendo é, então, que o inimigo de nossas almas começa a agir. E é aí que ela começa a fazer o que não deve e, de repente, pode descobrir que está grávida.A gravidez pode acontecer com qualquer pessoa e esta pessoa pode, até mesmo, ser você. E, quando isto acontece, você pode trazer dentro de você uma criancinha que já a partir do 28o dia de fecundação tem o coração já a palpitar.

No 30º dia, quase todos os órgãos já começaram a funcionar. Antes mesmo de você descobrir que está grávida o seu bebê já é uma pessoa e se você pensar em abortar você estará matando o seu filho. Sl 139:13-16 diz: “Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.”Quando a gravidez é descoberta, começam a surgir os problemas: vergonha, despreparo financeiro e ressentimento mútuo.Mesmo sabendo que Deus nos perdoa, devemos evitar tamanhos transtornos.

8) Será Que Imaginamos O Tamanho dos Problemas Que Podem Surgir Se Tivermos Relações Sexuais Antes do Casamento?

Nunca tenha certeza de que o rapaz que você “ama” e que diz que a “ama” se casará com você quando souber que você está grávida. O homem, mesmo aquele liberal, prefere se casar com a moça que guardou a sua virgindade para ele. Na sua maioria, o homem quer ser o primeiro.Deus foi, é e será sempre o mesmo. Para Deus não existem frases como: “Agora é tudo diferente...!”, “Antigamente é que se pensava assim!”, “Agora é tudo natural, temos que nos conhecer bem para não darmos um passo errado!”.Veja que problemão você arranjou: Você descobre que está esperando um filho de seu noivo e ele lhe diz: “Será que este bebê não é de outro?” Ou “Não, não quero me casar com você, pois não a amo”!. E quanto a seus pais? Como enfrentá-los? E quanto a igreja? Como encará-la? E quanto a Deus? De todos os problemas, este é o mais grave! O seu pecado não foi contra ninguém mas somente contra Deus. Veja o que o rei Davi disse a Deus em Salmos 51:4: “Contra Ti, contra Ti somente pequei, e fiz o que é mal à Tua vista.”.

9) Será Que A Incompatibilidade No Casamento Surge Quando Não Aceitamos O Plano De Deus Em Nossa Vida E Mantemos Relações Sexuais Antes Do Casamento?

Como nos enganamos em pensar que sabemos o que é o amor! Muitas vezes, nos entregamos de corpo e alma ao nosso noivo e pensamos que o que estamos fazendo é uma demonstração do amor verdadeiro. Puro engano!!! O que está havendo entre os dois é apenas uma atração sexual. O amor verdadeiro é aquele de 1Cor 13 que diz que o amor é sofredor, é benigno, não é invejoso... é aquele que enfrenta fraldas e louça suja, cabelo despenteado, bebê chorando por toda uma (s) noite (s) , dificuldades financeiras, doenças... e mesmo assim os dois ainda se amam e seguem juntos enfrentando bons e maus momentos que surgem em suas vidas. Quando você se casa e vê que está tendo um casamento infeliz é quando então você descobre que o que você sentia (e provavelmente ele também) era apenas uma atração sexual.

10) Será Que Seu Casamento E Sua Felicidade Estarão Ameaçadas Se Você Mantiver Relação Sexual Antes Do Casamento?

No livro “Love, Dating & Marriage” de George B. Eager, ele diz que “o sexo antes do casamento lança a semente da dúvida e da desconfiança”. Alguns casais que mantiveram relações sexuais antes do casamento, aparentemente vão bem mas existe no coração do marido, ou da mulher, ou de ambos, sentimentos de desconfiança, rejeição, ressentimento, etc. Outros, mesmo casados, continuam procurando o verdadeiro amor, mantendo relações extra-conjugais. Estes estão sempre procurando novas experiências. Vejamos alguns versículos que nos mostram o que Deus Realmente pensa sobre o casamento: 1Cor 6:18; Heb 13:14; 1Cor 6:9,10.Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. (1 Coríntios 6:18 BRP).

Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura. (Hebreus 13:14 BRP) 9 Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? 10 Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. (1 Coríntios 6:9-10 BRP) Do mesmo modo que Deus condena a fornicação, Ele nos perdoa se viermos a Ele arrependidos. Vejamos os versículos:

"Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça." (1 João 1:7-9 BRP).

"Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora." (João 6:37 BRP)

Valdenira N. de M. Silva.
Fonte: www jesussite.com.br



Decepções, como vencer?



João 11.32 “Tendo, pois, Maria chegado onde Jesus estava, e vendo-o, lançou-se aos seus pés, dizendo-lhe : Senhor, se tu estivesse aqui, meu irmão não teria morrido.” Quem nunca teve uma decepção? Acredito que você, que está lendo este Bate Papo do Céu lembrou de algumas decepções, com os melhores amigos, parentes, irmãos em Cristo e com outras pessoas. Mas o que é decepção? Decepção é desilusão, engano. Quando você é enganado ou desiludido por qualquer situação que você não esperava, o desespero a tristeza bate no seu coração. A pergunta que vem em primeiro lugar em nossa mente é:

- Como pode acontecer isto comigo?

- Como aquela pessoa pode ter a coragem de tomar esta atitude?

A vida é cheia de decepções. No casamento, na vida profissional, na amizade de muitos anos, naqueles que consideramos irmãos para qualquer situação, em todas as pessoas e nas melhores famílias a decepção pode pregar um susto. No entanto, no mundo em que vivemos, as pessoas para esquecerem as suas decepções partem para outras atitudes que de vez ajudar, trazem outros problemas. Alguém pode ir para a bebida por causa do casamento desfeito, que por muitas das vezes, se você for encontrar o que ocasionou a separação, encontraremos problemas fúteis e que poderiam ser resolvidos com facilidade.

O que não dizer de outros decepcionados com a vida são levados as drogas, para o vício, para as baladas da noite e por que não dizer no suicido! Os consultórios de análise de comportamentos estão cheios de pessoas desorientadas por uma decepção, os divãs estão sendo usados com mais freqüência, os livros de auto-ajuda estão sumindo das prateleiras e estão sendo lidos por pessoas que perderam os seus sonhos, os seus palácios desmoronou, por pessoas frustradas e enganadas pelos seus ideais.

SERÁ QUE ENCONTRAMOS PESSOAS DECEPCIONADAS NA BÍBLIA?

No livro de Marcos encontramos um pai decepcionado porque os discípulos não puderam resolver o seu problema. Marcos 9v. 17-18 E um da multidão, respondendo, disse: Mestre, trouxe-te o meu filho, que tem um espírito mudo; este, onde quer que o apanhe, despedaça-o, e ele espuma, e range os dentes, e vai definhando; e eu disse aos teus discípulos que o expulsassem, e não puderam. No livro de João encontramos um homem que estava enfermo há 38 anos e a única maneira que ele encontrava era mergulhar em um poço chamado Betesda quando o anjo movimentava a água, mas ele ra paralítico e não tinha ninguém que poderia ajuda-lo. João 5 v.2-7

Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres. Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressacados, esperando o movimento da água. Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Dois tipos de decepção que com certeza muitos estão tendo por ai. Eu não sei o que você está passando, qual decepção você tem experimentado, mas estas duas histórias começaram desta forma, com as decepções, mas elas terminam como a sua história pode terminar também! Existe uma maneira de vencer as decepções!

VENCENDO AS DECEPÇÕES

Você pode vencer as decepções da vida . O primeiro caso terminou assim: Marcos 9v. 17-27 E um da multidão, respondendo, disse: Mestre, trouxe-te o meu filho, que tem um espírito mudo; E este, onde quer que o apanhe, despedaça-o, e ele espuma, e range os dentes, e vai definhando; e eu disse aos teus discípulos que o expulsassem, e não puderam. E ele, respondendo-lhes, disse: Ó geração incrédula! Até quando estarei convosco? Até quando vos sofrerei ainda? Trazei-lo. E trouxera-lo; e quando ele o viu, logo o espírito o agitou com violência, e, caindo o endemoninhado por terra, revolvia-se, escumando. E perguntou ao pai dele: Quanto tempo há que lhe sucede isto? E ele disse-lhe: Desde a infância e muitas vezes o tem lançado no fogo, e na água, para o destruir; mas, se tu podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós, e ajuda-nos. E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade.

E Jesus, vendo que a multidão concorria, repreendeu o espírito imundo, dizendo-lhe: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai dele, e não entres mais nele. E ele, clamando, e agitando-o com violência, saiu; e ficou o menino como morto, de tal maneira que muitos diziam que estava morto. Mas Jesus, tomando-o pela mão, o ergueu, e ele se levantou. Em primeiro lugar eu gostaria de dizer que se você está decepcionado com qualquer situação, procure ir a alguém que pode resolver o seu problema e curar esta ferida que foi feita na sua alma. Não confie em homens! Não confie na força do poder humano! Só Jesus pode passar um balsamo nesta situação em que você vive.

Jesus sempre terá uma palavra de conforto, carinho e de encorajamento para você: O primeiro passo para vencer as decepções é ir a Jesus. Pois ele é o caminho para Deus, o intermediário entre Deus e os homens, Ele é a verdade que você precisa e a Vida, uma vida abundante e não angustiada. E a primeira palavra que Jesus deu a este homem foi: E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. Você crê que Jesus pode resolver os seus problemas e curar a ferida da decepção? Se você crer, você verá o que Deus pode fazer por você! Crer é ter fé! Porque eu preciso ter fé? Hebreus 11v. 6 Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.

Não podemos agradar a Deus sem a Fé. Deus toma as atitudes necessárias quando acreditamos no seu agir, no seu trabalhar. Se você não tem fé ou está em uma situação que até a Fé tem sido difícil em sua vida, faça como o pai deste menino! Peça a Deus para ajudar em sua incredulidade! “Logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade”. Quem sabe as lágrimas estão deixando os seus olhos espirituais embaçados e por isso a fé não está brotando no seu coração, pois se você está com os olhos da alma embaçados, você não vai conseguir ler a palavra de Deus. Quem sabe as decepções da vida deixaram os seus ouvidos espirituais tampados e você não consegue ouvir a voz de Deus!

A única maneira de acrescentar a nossa fé ou buscar mais fé é lendo ou ouvindo a Palavra de Deus! Romanos 10v. 17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. E se você faz tempo que não ouve a palavra de Deus, eu quero colocar aqui o que ela diz para você neste momento:Você não foi o único que se decepcionou com os amigos mais chegados , Jô também passou por isso . Os homens podem desampara você, Jô passou por isso, veja o seu desabafo No cap. 19 v.13-19. Pôs longe de mim a meus irmãos, e os que me conhecem, como estranhos se apartaram de mim. Os meus parentes me deixaram, e os meus conhecidos se esqueceram de mim. Os meus domésticos e as minhas servas me reputaram como um estranho, e vim a ser um estrangeiro aos seus olhos. Chamei a meu criado, e ele não me respondeu; cheguei a suplicar-lhe com a minha própria boca.

O meu hálito se fez estranho à minha mulher; tanto que supliquei o interesse dos filhos do meu corpo. Até os pequeninos me desprezam, e, levantando-me eu, falam contra mim. Todos os homens da minha confidência me abominam, e até os que eu amava se tornaram contra mim. Se os teus parentes te desampararam, o Senhor não desampara você em nenhum momento! Salmos 9 v. 9-10 O Senhor será também um alto refúgio para o oprimido; um alto refúgio em tempos de angústia. Em ti confiarão os que conhecem o teu nome; porque tu, Senhor, nunca desamparaste os que te buscam. Salmos 27.10. Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá.

Quer maior decepção que um amigo mais chegado ou um parente deixar você na hora mais difícil da sua vida ! Mesmo que isto aconteça, Deus não irá te desamparar. Deus ainda tem palavras de animo para sua vida! II Corintios 4v. 8-9. Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Você pode estar em tribulação, mas esta tribulação não vai angustiar o seu coração por muito tempo, porque o seu choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã! Você pode estar perplexo (a), mas você não vai ficar desanimado, pois o Senhor te sustenta com sal mão forte1 Você pode estar sendo perseguido, mas você não está desamparado, pois o Senhor está com você e irá pelejar por sua causa ! Você pode estar abatido (a), mas não destruído (a), porque Somos mais vitoriosos no nome de Jesus Cristo .

Situações de decepção podem chegar em nosso dia a dia , mas o Amor de Cristo chegou antes que você fosse formado (a) no ventre de sua mãe! O segundo caso, Jesus faz uma pergunta para o paralítico, pois Jesus sabia muito bem o que aquele homem queria, mas Ele gostaria de ouvir da sua boca. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. É interessante que o homem ainda não tinha entendido a pergunta, pois Jesus tinha perguntado se ele queria ser curado! Porque Jesus perguntou para um paralítico se ele queria ser curado? Você pode estar pensando : Mas é obvio que ele queria! Deus espera esta atitude de você também!

Quem sabe você está angustiado por algum problema, mas quando é para decidir, você decide que Deus resolva outros em primeiro lugar ! Podemos dizer que Jesus sabia que o homem também não tinha entendido que ele seria curado pelas mãos do mestre, e por isso, frisou bem aquela situação para que depois que ele fosse curado, pudesse entender que foi Jesus que o curou! Como esta situação acabou? Vamos lembrar : João 5 E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda. Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. Jesus quer que você saiba que Ele pode fazer algo por você, mas diga a ele o que você quer que Ele faça!

Se for possível, tome algumas decisões neste momento :

1- Fale com Deus em nome de Jesus .

2- Conte o seu problema ou decepção como você contaria a um amigo ou amiga. Abra o seu coração .

3- Diga o que você gostaria de que fosse feito, mas peça que a decisão sempre esteja debaixo da vontade do PAI.

4- Tenha fé que Deus vai cuidar dos seus problemas e decepções

5- Depois descanse no Senhor. Jesus te ama e não vai de desamparar ! Lembre de seu amigo mais chegado que um irmão. Deus te abençoe.

Pr. Alexandre Farias
www melodia.com.br

A Inveja Não é de Deus

Somos servos, mas, também somos humanos e como tais sujeitos às inclinações da carne (natureza humana), que insiste em contrariar as ações definidas pelo Espírito como saudáveis à nossa vida espiritual, é a eterna luta entre a carne e o Espírito (“Porque o que a nossa natureza humana quer é contra o que o Espírito quer, e o que o Espírito quer é contra o que a natureza humana quer. Os dois são inimigos, e por isso vocês não podem fazer o que vocês querem”. Gl 5.17).

Quando a comunhão com o Senhor esfria, a natureza humana (carne) levanta-se com muito vigor e produz frutos terríveis, em alguns casos os resultados atingem toda a igreja, gerando escândalos que mancham a obra do Senhor.

Inveja (Desgosto ou pesar pelo bem ou pela felicidade de outrem. Desejo violento de possuir o bem alheio.)

É o tema desta breve mensagem. Ela é um dos muitos frutos da natureza humana. A inveja produz profundas lesões na vida espiritual, tão séria a ponto de lançar os que a cultivam nas trevas eterna. É um pecado que passa desapercebido pelos que estão próximos, mas, que consome a vida que a hospeda.
Veja o que nos diz a Palavra:

1) “A paz de espírito dá saúde ao corpo, mas a inveja destrói como câncer”. Pv 14.30

2) “Não tenha inveja dos pecadores”. Procure respeitar e obedecer a Deus todos os dias da sua vida.” Pv 23.17

3) “Nós não devemos ser orgulhosos, nem provocar ninguém, nem ter inveja uns dos outros”. Gl 5.26

A sensibilidade ao Espírito Santo faz-nos sentir o pecado ainda no seu inicio (na mente), e cabe a nós a responsabilidade de não deixarmos que cresça e floresça na vida. Somos chamados a vivermos em santidade, e esta condição não deixa brechas para qualquer tipo de sentimentos pecaminosos. A inveja é condenada pelo Senhor, é denominada como fruto da carne (Gl 5.21). Geralmente tem sua origem em disputas insensatas (“Discutir e brigar a respeito de palavras é como uma doença nessas pessoas. E daí vêm invejas, brigas, insultos, desconfianças maldosas” 1Tm 6.4) e é exercitada pelas boas ações e o sucesso do próximo, seja no campo profissional ou pessoal (“Então, vi que todo trabalho e toda destreza em obras provêm da inveja do homem contra o seu próximo.” Ec 4.4).

É maléfica à vida do servo (“A paz de espírito dá saúde ao corpo, mas a inveja destrói como câncer”. Pv 14.30; Jó 5.2) e envolve todo o ser, apaga o Espírito de Deus e produz resultados terríveis (“O ódio é cruel e destruidor, mas a inveja é pior ainda”. Pv 27.4). É uma prova incontestável da vida carnal (“Na verdade, irmãos, eu não pude falar com vocês como costumo fazer com as pessoas que têm o Espírito de Deus. Tive de falar com vocês como se vocês fossem pessoas do mundo, como se fossem crianças na fé cristã. porque vivem como se fossem pessoas deste mundo. Quando existem ciumeiras e brigas entre vocês, será que isso não prova que vocês são pessoas deste mundo e fazem o que todos fazem?” 1Co 3.1,3 “Mas, se no coração de vocês existe inveja, amargura e egoísmo, então não mintam contra a verdade, gabando-se de serem sábios.” Tg 3.14 ) e da necessidade urgente de arrependimento e mudança de vida.

“Portanto, abandonem tudo o que é mau, toda mentira, fingimento, inveja e críticas injustas. Sejam como criancinhas recém-nascidas, desejando sempre o puro leite espiritual, para que, bebendo dele, vocês possam crescer e ser salvos.” 1Pe 2.1,2

Que seja este o sentimento que venha encher os corações, ações de vida que nos aproxima do Trono de Deus e nos faz semelhante a Ele.

Vida santa é uma ordem! Para cumprirmos este mandamento é preciso a exemplo de Ezequiel (3.3), comer a palavra (lê-la diariamente), orar muito (a todo o momento) e sacrificarmos com agradáveis jejuns. Este conjunto de ações nos faz próximos do Pai e capacita-nos a ouvir a Sua voz.

Elias R. de Oliveira

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

24 Cristãos mortos em ataques na Nigéria.

JOS, Nigéria - Vinte e quatro cristãos foram mortos ao longo das últimas duas semanas por extremistas muçulmanos em novos ataques contra as comunidades cristãs no centro da Nigéria.

Os ataques iniciado em 11 de agosto na aldeia de Rasta Foron continuou, esporadicamente, até chegarem às aldeias; kwi, Loton, e Jwol em 21 de agosto. Extremistas muçulmanos atacaram uma dúzia de aldeias ou bairros, no estado de Plateau, inquietos no centro da Nigéria, uma região conhecida por seus ataques motivacionais religiosa. Além do número de mortos, os membros, da comunidade encontraram essa preocupante onda de ataques particularmente porque os soldados do exército nacional supostamente participaram na matança, ou, no mínimo, acompanhava aqueles que cometeram os ataques.

Nnaji João, que perdeu nove membros da família no ataque á vila de Heipang, disse que viu soldados federais envolvidos no ataque. "Eu os vi. Eles estavam em uniformes do Exército", disse ela com lágrimas nos olhos. "Eu mesmo conheço alguns deles. Eles vieram junto com os muçulmanos a atacar-nos. Eu posso jurar a Deus Todo-Poderoso que o ataque foi realizado com o apoio dos soldados."

Chollom Gyang, um homem da comunidade predominantemente cristã de Chwelnyap na cidade de Jos confirmou que o ataque de 14 de agosto em seu bairro foi realizado com o apoio ou a aprovação tácita dos muçulmanos na Força Tarefa do Exército Especiais (STF), uma unidade projetado para parar com os ataques.

"Os atacantes foram os soldados implantados na área para garantir a proteção das pessoas", disse Gyang. "Uma das vítimas recebeu um telefonema de homens da STF da área para sair de casa, apenas para ser alvejado por tiros por eles na saída."

Gyang disse que os cartões de identificação de soldados muçulmanos, boinas e outras peças de seus uniformes foram encontradas nos povoados que foram atacados. As circunstâncias específicas de como esses itens foram deixadas para trás são desconhecidos.

Na seqüência dos ataques, o governador Jonah Jang foi chamado para a retirada imediata do exército da Nigéria, que foi levado para o estado para manter a paz porque, segundo ele, os muçulmanos do exército tomaram posição com os atacantes muçulmanos.

"Estou convencido de que as forças armadas estão sendo poluídos com a crise religiosa no país", disse Jang. "Antes de agora, os militares costumavam ficar no quartel, mas hoje as forças armadas começaram a tomar partido nessa crise religiosa, e se eles não são chamados para a ordem vai ser perigoso para o país."

Bitrus Kaze, o representante de Jos na Assembléia Nacional da Nigéria, disse em uma recente conferência de imprensa que houve outras vezes que os cartões de identidade militar e peças de uniformes foram encontrados na cena de ataques sectários.

"É um testemunho muito triste do STF", disse ele. "E o que me preocupa é que, apesar da grave alegação, parece-me que o STF não saiu, pelo menos para negá-lo. É realmente muito estranho e preocupante para mim que em uma cena de um crime tão hediondo, onde nove membros de uma família foram exterminados, e uma acusação dessa natureza foi dirigida contra os militares, e não se diz nada sobre isso. Parece-me que a história volta á cumplicidade está sendo dada alguma autenticidade."

O Capitão Charles Ekeocha, porta-voz da força-tarefa implantada em Heipang para parar os ataques não tratam diretamente das alegações, mas confirmou o número de mortos no ataque e disse: "Minhas tropas foram para a área para repelir o ataque."

Alamveabee Efihraim Idyorough, um cristão que vive no subúrbio de Jos Anaguta disse que seu bairro tem sido atacado várias vezes nos últimos 10 anos.

"Minorias Cristã étnicas não têm o direito de existir na Nigéria?" Idyorough pergunta. "Não são os cristãos os cidadãos da República Federal da Nigéria?"

Fonte: Compass
Tradução: Conhecer é Preciso

6.500 Biblias Apreendidas no Irã.

As autoridades iranianas apreenderam 6.500 cópias da Bíblia, no noroeste do Irã.

De acordo com a agência de notícias iraniana, Mohabat News, o Dr. Majid Abhari, assessor da comissão de assuntos sociais do parlamento do Irã, disse que esses missionários tem dependência de dinheiro e estão tentando desviar a nossa juventude com propagandas.

Mohabat Notícias diz que, em uma entrevista com uma agência de notícias do governo.
Abhari disse: "Com relação às atividades desses missionários cristãos para enganar as pessoas especialmente os jovens, eles começaram uma campanha enorme, gastando grandes somas em falsas propaganda para desviar o público."

Abhari não apresentou mais detalhes sobre a apreensão de 6.500 bíblias mas ele disse: "Estes livros foram feitos com o melhor papel no mundo em formato de bolso".

Ele acrescentou: "O ponto importante nessa questão que deve ser considerada por agências de inteligência, judicial e religioso é que todas as religiões estão a reforçar o seu poder para enfrentar o Islã, caso contrário, o que faz este grande número de Bíblias quer dizer?"

O Mohabat Notícias afirmou que em novembro de 2010, policiais e guardas revolucionários apreenderam 300 bíblias de um ônibus após a sua inspeção e em uma ação vergonhosa, queimaram todos eles, na aldeia de Darishk.

De acordo com Mohabat News, "Insultar a Bíblia cristã é uma continuação de uma campanha organizada por agências, e tem no topo de sua agenda a propaganda anti-cristã.

A agência de notícias explica: "Sempre houve grandes preocupações entre os funcionários da república islâmica sobre as conversões ao cristianismo entre as pessoas, Isso é depois de três décadas de propaganda islâmica caro e uma geração que foi cresceu em ensinamentos islâmicos, e está enfrentando essa mudança de pensamento."

O relatório da agência ainda conclui: "república islâmica considera-se o guia responsável por pensamentos das pessoas Então, qual é o seu medo da importação e distribuição de livros religiosos não-islâmicas?"

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O Que Diz A Bíblia Sobre A Comunicação no Lar?

Todos os males da sociedade, sejam financeiros, políticos, trabalhistas, escolares ou religiosos têm a sua origem no coração do homem. Sabemos como é o coração do homem (Jer. 17:9; Rom 3:10-23). A instituição que Deus estabeleceu, ainda no jardim do Éden, que ajuntou duas pessoas em maneiras especificas para ser uma unidade é o que chamamos de família. O ambiente que é formado pelo amor exercitado entre todos da família cria o que chamamos de “o lar”. O lar tem suma importância na vida humana pois é o berço de costumes, hábitos, caráter, crenças e morais de cada ser humano, seja no contexto mundial, nacional, municipal ou familiar. Então, podemos dizer, como vai o lar vai o mundo, e também, o que é bom para a família é bom para o mundo.

Tal lar, tal mundo

Reconhecendo a existência e influência do pecado, sabemos que todos os lares não estão operando com as mesmas regras e propósitos com os quais um lar cristão opera. Aprender o que a Bíblia ensina sobre o assunto do lar é uma garantia que atingiremos o alvo o que Deus tem para nós na relação de família.

I. A IMPORTÂNCIA DE COMUNICAÇÃO - Salmos 19:14

A. A Comunicação definida
Comunicação é o ato ou efeito de comunicar (-se), que é de emitir, transmitir e receber mensagens. É a capacidade de trocar ou discutir idéias, de dialogar, de conversar, com vista ao bom entendimento entre pessoas. A comunicação social, próprias dos seres humanos, é baseada em sistemas de signos em oposição à comunicação baseado em sistemas de instruções ou comandos, como a se faz entre animais ou máquinas. - Dicionário Aurélio Eletrônico

Qualquer tentativa de fazer saber ou tornar comum algo é de comunicar-se. Comunicação tem como objetivo de travar ou manter entendimento. É de ligar ou unir por exposição oral. - Novo Dicionário Aurélio, 1a edição.

Vendo essas definições, podemos concluir que comunicação é o ato de uma pessoa relatando à uma outra as suas idéias, sentimentos, crenças, sugestões ou ordens. Mesmo que se transmite sentimentos, a comunicação não é sentimentos em expressão, mas palavras expressando sentimentos. Geralmente, no contexto familiar, os problemas na comunicação centram no erro que comunicação é um diálogo de emoções. Não é. Comunicação é um dialogo de palavras que expressam as emoções.

Comunicação - Usando palavras para expressar pensamentos e emoções

B. Os Exemplos de Comunicação
1. Deus fez o homem na sua própria imagem que determina a diferença do homem de qualquer outra parte da criação. Foi ao homem que Deus dirigiu quando a sua voz “passeava no jardim pela viração do dia” (Gên. 3:8-12). Então o primeiro exemplo de comunicação humana na Bíblia é Deus com o homem. Para ter o sublime exemplo de como comunicar bem e efetivamente o amor, desgosto, dor, doutrina, repreensão e como dar uma variedade de lições para grupos diversos de seres tanto humano como angélico, estude as próprias conversas de Deus relatadas na Bíblia Sagrada.

2. A própria Bíblia é a comunicação de Deus para o homem na qual tudo que Deus quer revelar para o homem é relatado, e isso para sua esperança (Rom 15:4). É com palavras que Deus usa para nos comunicar a Sua mente. Podemos estudar Êxodo 20 (os dez mandamentos) para ver que quando Deus trata assuntos de altíssima importância, Ele, mesmo assim, mantém as palavras diretas mas de fácil compreensão.

3. O Espírito Santo comunica com o mundo em geral (Sal 145:9; Prov. 21:1; Atos 17:27,28), e com os eleitos em particular (João 14:26; 15:26; 16:7-14). Mesmo que o Espírito de Deus reprova ou conforta e isso na Sua maneira misteriosa Ele comunica trazendo a nós as palavras de Deus (Luc 12:12; João 14:26). Nisso podemos dizer que Ele também comunica usando expressão verbal e é um exemplo notável de comunicação (Isa 30:21, “ouvirão a palavra...”).

4. A natureza declara as coisas invisíveis de Deus, “desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade” de uma voz tão eficaz que todos “se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas” que eles ficam “inescusáveis” (Rom 1:20). É dita que a natureza usa uma voz e palavras numa linguagem que “estende por toda a terra” (Sal 19:1-4). Então podemos dizer que a natureza é ativa em comunicação também e merece menção como uma meta para nós imitarmos em nossas conversas.

5. Oração é uma transmissão de mensagem a Deus pelo homem, e mesmo que esta atividade envolve sentimentos que vem das profundezas do coração, ela não escapa de ser uma exposição oral de uma pessoa a uma outra (I Samuel 2:1-4; Mat. 6:9-13).

6. Diversos:
Rute estabeleceu a sua firmeza de propósito à Noemi (Rute 1:15-18) tornando comum a sua disposição verbalmente mas isso sem briga, xingamentos, ou exposições que descaracterizaram ninguém.
Na ocasião de Jesus ser ungido com um ungüento de grande valor, alguns dos discípulos de Jesus indignaram-se. Mesmo nesta altura de emoção podemos ter um exemplo de como expressar um ponto de vista contrario ao que está sendo exposto (Mat. 26:6-13) tanto dos discípulos como de Cristo. Veja também Paulo conversando com Pedro - Gal. 2:11-13.
No encontro com Satanás temos o exemplo de Cristo (Luc 4:3-14), dos anjos (Judas 9) e os mandamentos para nós (I Ped 5:8,9), todos dos quais envolvem manifestações verbais sem a liberdade que a natureza pecaminosa do homem seja inflamada.

Vendo estes exemplos de comunicação pela Bíblia somos instruídos como devemos enunciar nossas idéias e sentimentos um para com o outro e para com Deus também.

II. MÉTODOS DE COMUNICAÇÃO

A. Conferência
“Quando não há conselhos os planos se dispersam, mas havendo muitos conselheiros eles se firmam.” Provérbios 15:22 (Prov. 11:14).

O método de comunicação chamada “conferência” é o que é praticado pelas grandes firmas quando querem recolher idéias novas, opiniões diferentes e pontos de vista particulares das pessoas envolvidas com a firma. Tudo é exposto e examinado por todos presentes. Ninguém espera que a sua idéia seja adotada em totalidade.

Na conferência participam os que vão tomar a decisão final mas não é sempre feita essa decisão final naquela mesma hora. Os fatos levantados, os desejos expostos, as idéias conversadas são considerados para depois serem feitas as decisões.

Também este método é usado para resolver hábitos ruins, praticas não ortodoxas ou para prevenir algo mal de acontecer. Ninguém sente ofendido ou apontado quando todos estejam presentes e o problema esteja generalizado entre todos. É esperado ouvidos atentos quando a sábia repreensão soa (Prov. 25:12). Tais ouvidos “farão a sua morada no meio dos sábios”(Prov. 15:31).

No ambiente do lar, o pai toma o lugar do presidente duma firma e aquele que precisa de tomar a decisão final. Os membros da família tomam o lugar na firma dos que tem idéias, conselhos, pontos de vista diferentes para exporem.

A hora exata que uma “conferência” se reúne é determinada pela necessidade. Durante a preparação de uma viagem, antes de fazer uma grande compra ou de planejar uma visita já são suficientes razões para chamar todos juntos para recolher os desejos, medos, e opiniões dos que vão ser influenciados pela atividade final. Quando a direção do lar percebe uma pratica generalizada que é uma má influência na família já pode convocar uma reunião para fazer as observações necessárias.

A utilidade desse método é que aquele que precisa tomar a decisão final pode a fazer considerando muitas idéias além das que só ele tem. Duas cabeças são melhor do que uma. Também um grande mal que está espalhando pela família já pode ser conversado com todos juntos, e tanto a pessoa errada quanto os membros inocentes podem tomar uma atitude sábia da advertência pública.

Como há duas valetas nos dois lados de uma rua também há exageros nas duas extremidades deste método. Esse método nunca deve ser usado para comprometer uma verdade ou princípio Bíblico. Só porque todos no lar (ou igreja) estão unânimes sobre uma certa prática ou idéia não significa que ela tem que ser adotada. Se a Bíblia expressou-se já, não há discussão eficiente capaz de mudar a sua verdade. Neste caso a cabeça do lar (ou responsável da igreja) tem que se mostrar firme para guiar a decisão para o que é mais certo ser adotado, mesmo contra a maioria. “Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.” Provérbios 3:5,6.

B. Repetitiva
“Todavia eu antes quero falar na igreja cinco palavras na minha própria inteligência, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua desconhecida.” (I Cor 14:19).

Esse método é usada geralmente quando há só duas pessoas conversando mas pode ser adaptado para uso com mais pessoas também. O alvo deste método é eliminar confusão que vem entre pessoas por desentendimento ou mal interpretação de que foi comunicado. A pessoa que está ouvindo pode assegurar que está entendendo o que está ouvindo colocando o que está entendendo em suas próprias palavras e repetindo-o verbalmente. Quem está falando assim confirma o que o outro está entendendo e pode adicionar um ponto esclarecedor para ajudar ainda o ouvinte a entender melhor.

Esse método ajuda em muito todos os envolvidos a pensarem melhor do que estão conversado e pode até forçar quem está falando a pensar melhor do que está querendo transmitir. Certamente, terão menos confusão entre todos que usam esse método nas oportunidades de conversa no lar.

Pode pensar de outros métodos?

III. PROBLEMAS DE COMUNICAÇÃO
“Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.” I Cor 15:33
“Põe, ó SENHOR, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios.” Salmos 141:3

A. Ênfase além do necessário

1. O Problema

Por causa de limitações de vocábulos, pressa em falar ou de má companhia hábitos de dar ênfase entram na comunicação. Hábitos bem como expressões sonoras (que é a emissão de um som intenso. Por exemplo gritaria ou só sons emitidos para expressar algo) ou expletivas (verbete que é desnecessário ao sentido da frase) podem tornar parte dos hábitos de conversação tanto que as comunicações entre duas dessas pessoas logo parece papagaios gaguejando.

2. A Solução

Jesus ensinou os seus discípulos de não jurar “de maneira nenhuma; nem pelo céu, nem pela terra, nem por Jerusalém (coisas santas) nem por tua cabeça”. A instrução é de deixar o falar “Sim , sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna” Mat. 5:33-37.

“A vossa palavra seja sempre agradável” Col. 4:6.

B. Hábitos sujos

1. O Problema

O que é no coração logo acha expressão pela boca. Meditações banais, alimentação visual de programas menos virtuosos pela televisão e amigos com boca suja enchendo os nossos ouvidos de palavras torpes logo influenciam-nos de comunicar-nos com hábitos sujos. Sinais visuais bem como expressões faciais e sinais do corpo tornam parte de uma comunicação com hábitos sujos tanto quanto a falar de palavras torpes (Prov. 6:12-14).

2. A Solução

Antes de Paulo nos instruir de despojar-nos de ira, da cólera, da malícia, da maledicência e das palavras torpes da vossa boca, ele nos exorta de pensar nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra (Col. 3:2,8). Então no básico, é necessário ter pensamentos altos bem como tudo que é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável e de boa fama (Fil. 4:8). E isto ele fala à igreja em Colossos tanto quanto em Éfeso dizendo que não deve sair nenhuma palavra torpe da nossa boca, “mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem” (Efés 4:29). “Faça-se tudo para edificação” (I Cor 14:26). Lembre-se da instrução de Filipenses 2:14, “Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas”. Como é que com a mesma língua bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus? “De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.” (Tiago 3:9,10).

Para quebrar hábitos ruins de conversação é necessário mudar os pensamentos primeiro. Algumas dicas seguem: Agradeça a Deus constantemente, memorize versículos da Bíblia, cante hinos no coração e leva “cativo todo o entendimento à obediência de Cristo” (II Cor 10:5). Assim a mente será melhor preparada para ter uma palavra “sempre agradável, temperada com sal” e você pode ser sábio para responder a cada um como convém (Col. 4:6).

C. Companhia má

1. O Problema

Os que querem ter cuidado do que sai das suas bocas não podem ter por amigos íntimos os que não tenham a mesma precaução. O sábio Salomão instruiu o seu filho, “Não sejas companheiro do homem briguento nem andes com o colérico, para que não aprendas as suas veredas, e tomes um laço para a tua alma” (Prov. 22:24,25). Logo o que um na roda faz, inconscientemente os outros adotam como maneiras aceitáveis de comportamento. Esses amigos podem ser não só pessoas que conhecemos pessoalmente mas com quais gastamos tempo mesmo sem nos encontrar pessoalmente. Esses contatos podem ser feitos pelos programas de televisão que não ensinam praticas virtuosas, livros que não apoiam princípios morais ou até musicas que não incitem pensamentos ou ações agradáveis ao Senhor.

2. A Solução

Não há costumes tidos como excelentes ou maneiras tão aceitáveis pela sociedade que uma má conversação pode tornar ser desejada. Seria engano pensar de outra maneira conforme I Coríntios 15:33. Se as suas amizades não te ajuda andar no caminho aceitável, andar com eles não pode ser mais aceito. “Que comunhão tem a luz com as trevas?” (II Cor 6:14).

Invista em filmes que educam, livros que são saudáveis e musicas que alegram o Senhor ou que não desfazem um ambiente agradável para pensar pensamentos altos e criar amigos morais de hábitos bons.

D. Falta de cortesia comum

1. O Problema

Tanto mais intimidade que temos com alguém menos cortesia comum usamos. Cortesia comum seria o uso das palavras “por favor” “obrigado” “com licença” “desculpe” “bom dia” “como vai?” etc. Inclui também hábitos como de manter contato ocular com a pessoa com quem está conversando, e considerando o que está sendo comunicado e respondendo às perguntas feitas com atenção. Nada pior do que precisar ficar repetindo a comunicação por causa da insistência da pessoa com quem estamos conversando de continuar fazendo os fazeres dela e não dando a atenção devida à conversa.

2. A Solução
“Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.” Mat. 7:12.

Queremos que os outros sempre nos tratem com respeito e com uma certa diplomacia. Até muitas vezes julgamos a cultura e grau de educação de um povo pelo discernimento que tenham entre os tratos pessoais e pelas conversas. Outros nos vêem do mesmo jeito. Convêm usarmos para com os outros a mesma cortesia que queremos que os outros usem conosco. Não querendo ser tratados com pouca cortesia convém também não ficarmos displicentes nesta área com quem mais amamos, mas, de melhor maneira possível, com os que amamos mais devemos mostrar tal amor pela cortesia comum na comunicação diária.

Lembramo-nos aqui que o que diferencia nós dos animais e das maquinas é a comunicação; então grunhidos e sons similares devem ser reservados para quando conversamos tanto com os animais quanto com as maquinas.

1. O Problema

“Jogar Verde” é uma pratica universal que a sociedade usa para transmitir indiretamente assuntos. Significa remeter abertamente um assunto secretamente. Nem sempre a intenção do remetente é saudável. O mal desta pratica é que a pessoa a qual é endereçada a mensagem mal interpreta a mensagem ou até nem a recebe. Nem todos têm capacidades de um telepatia ou de um psicólogo que podem decifrar mensagens vagas ou codificadas. Por esta falta de certeza que a mensagem está sendo recebida faz que está pratica de “jogar verde” torna de ser um problema na comunicação.

2. A Solução
“... falai a verdade cada um com o seu próximo...” Efés 4:17-32

Devemos lembrar que comunicação envolve não só em dispor de pensamentos verbalmente mas também a qualidade de assegurar que os que estão dirigido a comunicação entendam-se bem. Jesus falou em parábolas para deixar enigmais sabendo dos corações duros dos homens a quem ministrava (Mat. 13:13-15) mas em outras ocasiões falava com autoridade e doutrina não deixando nenhuma dúvida (Mat. 7:28,29; João 12:42-50). Se não queremos deixar dúvidas nem enigmas é melhor transmitir as mensagens direitamente e não “jogar verde”. A instrução é “Pedi, e dar-se-vos-á” (Mat. 7:7) uma coisa que só pode ser feita deixando claro o que está dizendo.

F. Falta de Verdade

1. O Problema

Por muitas razões a comunicação torna menos que verdadeira. Pode ter razões altas e intenções sinceras para não dizer a verdade mas falar algo além do que é verdadeiro é mentira. Ananias e Safira a sua esposa manipulavam a verdade (Atos 5). Pedro vivia uma vida dupla (Gal 2:11) nem os filhos do sacerdote Eli (I Sam 2:12-17). Alguns dos discípulos tinham intenções secundárias com o dinheiro de Maria em João 12:1-11. Todos estes exemplos foram repreendidos duramente (até com morte).

2. A Solução
“Põe, ó SENHOR, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios.” Sal 141:3

É melhor falar nada do que falar algo mentiroso ou que não convém (Tiago 1:19). Criar hábitos de só falar o que é de verdade mesmo e não o que só acha que é a verdade ou o que quer que o outro entenda. Mentira é coisa séria diante de Deus (Prov. 12:22) e não se acha alguém no céu que contamine, cometa abominação e mentira (Apoc 21:27). Se a mentira não vai entrar no céu convém que mentira não sai da boca do crente, nem entre nos pensamentos dele. Se temos pensamentos verdadeiros (Fil. 4:8) teremos virtude. Podemos orar como Davi em Salmos 120:2, “SENHOR, livra a minha alma dos lábios mentirosos e da língua enganadora.”

G. Fugir do Assunto

1. O Problema

Quando um assunto constrangedor está sendo levantado a tendência dos seres humanos é sair de fininho para não o tratar. Um forte desejo de nos poupar está em prática quando fugimos dum assunto. É visto quando uma pessoa que está recebendo uma mensagem que possa ser difícil de aceitar muda repentinamente o assunto, disfarça que não está escutando, se cala, ou focaliza numa só palavra que foi dita e começa de falar dessa palavra e assim, cria um desvio do assunto maior. Todas essas manobras tornam ser problemas na comunicação pois muda ou pára o trajeto da conversa.

2. A Solução

Para não fugir do assunto é necessário uma certa responsabilidade de assumir qualquer delito que está sendo tratado. Pode ser que o delito é nosso ou pode ser que seja de outro. O necessário é ouvir o assunto por completo e de avaliar o sem armar manobras para escapar. Se alguém fala conosco de um assunto que pode nos melhorar, mesmo nos ferindo (Prov. 27:6), convém que consideremos tudo para sermos ajudados. Se o assunto realmente não pertence a nós uma conversa ajuda de explicar porquê não.

Também um respeito mútuo da pessoa que está conversando conosco é necessário. Se tratamos com respeito os que estão conversando conosco, podemos ver que eles usam respeito também nos seus tratos conosco.

Pensar do significado da conversa que as palavras empregadas só transmitem em vez de focalizar na escolha das atuais palavras usadas pode ajudar a recepção da mensagem que está sendo comunicada a nós. Palavras podem significar uma multiplicidade de coisas e são nada menos que códigos para transmitir idéias de uma pessoa para uma outra. É melhor atentar no que está sendo comunicado que as palavras usadas para comunicar.

H. Descontar problemas pessoais nos outros

1. O Problema

Cada pessoa é o resultado de fatores fora do seu controle. Os pais que uma pessoa tem não foram escolhidos pelo filho. O ambiente onde o filho foi criado não foi desenvolvido completamente pelo filho. Os irmãos ou irmãs que qualquer tem não foi resultado dos conselhos nossos. A situação financeira bem como a situação política do país sobre qual somos gerados não podiam ser previstas por nós antes de sermos criados nestas situações. Há fatores múltiplos que formam e influenciam nossas personalidades dos quais não temos nenhum, ou no máximo, pouco controle.

Se uma pessoa tem sido criada onde não existia amor no lar essa falta vai causar problemas na pessoa assim criada. Ela não vai saber mostrar amor aos outros. Se uma pessoa tem sido criada onde brigas e gritarias eram comuns, essa pessoa vai trazer esses traços da sua vida velha no lar que eventualmente fará. Se à uma pessoa nunca foi negada algo quando criança, quando adulto vai esperar que todos dobram para a satisfazer.

Esses problemas pessoais, mesmo não podendo sempre ser definidos por si mesmo, tornam de fazer parte da nossa personalidade e podem destruir o ambiente de amor e respeito que deve ser feito no lar expressos pela comunicação. Isso, quer dizer, se nós assim permitirmos.

2. A Solução - Tiago 1:5

Ainda que não podemos determinar muitas condições e influencias em torno de nós, podemos determinar a nossa reação diante das situações ao nosso redor. Não temos que ser necessariamente levados para onde a nossa vontade e sabedoria não querem. Uma vez que temos responsabilidade do nosso destino não precisamos de ser influenciados pelos outros além daqueles que nós resolvemos ser influenciados; podemos nós mesmos definir o “quem” e o “que” que nos influencia. Uma vez que sabemos o certo do errado tornamos responsáveis de fazer a escolha certa. Se percebemos que uma pratica dos nossos pais, dos nossos irmãos ou das nossas irmãs, etc., não convém ser repetida somos responsáveis por não deixar tal pratica fazer parte da rotina da nossa vida.

“Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.” (Fil. 4:13) nos ensina que podemos fazer o que devemos. Temos, como filhos de Deus, o poder de Deus a fazer o que é certo. Se não recorremos ao poder de Deus para ser o que devemos nunca venceremos as práticas más e destrutíveis que herdamos do nosso passado. Culpar os nossos pais, o ambiente na qual fomos criados, etc., não é aceitável e torna de ser só um escape não assumir a responsabilidade das nossas próprias ações.

Estar em Cristo indica uma nova natureza (II Cor 5:17), uma vida que vai brilhando mais e mais na justiça (Prov. 4:18) onde as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo; um processo de conformidade à imagem de Cristo - santificação (Rom 8:29). Quando percebemos algo na nossa personalidade que não convém à glória de Deus, a ação certa será de confessar tal ação como pecado e procurar a graça de Deus para aplicar os conceitos justos e Bíblicos no seu lugar (Mat. 7:12).

I. Aprimorar o negativo

1. O Problema

Sempre há uma historia pior que uma outra. Sempre há uma experiência mais grotesca que uma outra. A carne gosta de atingir níveis piores. Experimente relatando uma tragédia numa roda de amigos e observe se pelo menos mais uma tragédia pior não será levantada por alguém. Isso pode tornar um hábito mal que leva qualquer conversa para o lado negro e negativo da vida.

O mal na raiz deste problema é o orgulho. A pessoa que pode contar a coisa mais desagradável é considerado o mais estudioso e o melhor informado por muitos. Se podemos ser mais chatos que o outro e descrever coisas mais negras na vida, serão então percebidos pelos amigos, pensem estes, como exemplar e modelos para serem seguidos. Tornam a ser quase como os gentios, “que pensam que por muito falarem serão ouvidos.” (Mat. 6:7).

Este é um problema na comunicação pois leva tudo para o exagero e para o lado negativo, praticas que tornem os que praticam tal maneira a ser escarnecido pelos que pensam mais adequadamente.

2. A Solução

Filipenses 4:8 ensina que teremos virtude e louvor se pensamos no que é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável e de boa fama (Sal 1:2).

Para manter pensamentos bons pode ser preciso afastar-se da roda de amigos (Sal 1:1). Quando a conversa começa ser menos do que saudável é a hora de tentar contornar a conversa e falar de algo positivo e saudável ou pedir licença para poder retirar-se do local. Nem tudo o que é verdadeiro convém ser conversado especialmente quando trata do lado devasso da vida. As conversas negras podem contribuir para a destruição de boas maneiras (I Cor 15:33). Quando um pensamento negativo começa de aparecer convém praticar o que Tiago 1:19 nos exorta, “Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.”

Se nossos pensamentos estiverem bons, as palavras serão doces.

Se nossas palavras estiverem doces, o ambiente no lar será saudável.

II Cor 14:20, “sede meninos na malícia, e adultos no entendimento”

IV. O ALVO DA COMUNICAÇÃO

“E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” Colossenses 3:17

O alvo de comunicação no lar não é nada diferente que o objetivo de viver que é de glorificar Deus em toda parte das nossas vidas (Ecl. 12;13; Rom 16:28; I Cor 10:31; I Ped 4:11). A comunicação pode ser útil para glorificarmos Deus ou pode ser usada para glorificar-nos a nós mesmos ou um outro homem. A exortação é:

Efésios 4:24, “E vos revistais do novo homem”
Colossenses 4:6, “a vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal”
Tito 2:7,8, “Em tudo te dá por exemplo de ... linguagem sã e irrepreensível”
A. O QUE A BOA COMUNICAÇÃO NÃO É

1. Comunicação corrupta - Col. 3:8

2. Manipulação - Juizes 16:16,17 (Num 14:36)

3. Murmurações - Fil. 2:14

B. O QUE A BOA COMUNICAÇÃO É

“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, SENHOR, Rocha minha e Redentor meu!”- Salmos 19:14

1. Ações de Amor - Mar 12:31; I Cor 13:8

É bom lembrar que diferenças de opinião não são necessariamente defeitos numa personalidade. Quem é que nos faz ser diferentes (I Cor 4:7)? As diferenças que existem em cada pessoa enfatiza o fato que esforços vão precisar ser exercitados para termos boa comunicação um com o outro. Quando consideramos as diferenças de cada pessoa e procuramos de aproveitar o bom que cada um pode oferecer estamos mostrando ações de amor tanto para aquela pessoa quanto a seu Criador.

2. Escutando - Tiago 1:19

É bom considerar porque Deus nos deu duas orelhas e uma só boca. Pode ser que devemos ouvir duas vezes mais que falamos. Um bom conversador sabe bem escutar os outros. E por falar de escutar, já percebeu que quando a boca está aberta, a mente já parou de coletar conhecimento? Portanto, para crescer em conhecimento, são os ouvidos que devem ser abertos e não a boca.


Preparado pelo:

Pastor Calvin G. Gardner

Rua Santa Cruz das Palmeiras, 333

15.800-000 Catanduva, São Paulo

Fone (017) 523-2675

O PROGRAMA MANHÃ DA BENÇÃO TODOS OS SÁBADOS NA ITACARÉ FM


Ao longo desses quase três anos foi uma bênção de Deus nos lares de Itacaré e em toda região da Costa do Cacau Costa do dendê. Um programa, pois, inspirado do coração de Deus ao jovem Marcelo Mascarenhas com a missão de falar de paz, de alegria, bom humor, entretenimento e, sobretudo muita informação da Palavra de Deus a todos os nossos fieis ouvintes de todas as manhãs de Sábado.
A equipe da Manhã da Manhã da Benção agradece a todos os ouvintes pelo carinho e a grande Audiência, pela atenção, pelas ligações e também aos seus patrocinadores e colaboradores que de forma direta e indiretamente mantiveram esse canal celestial por tanto tempo no ar. Temos a certeza que o Senhor está pelejando por nós e se for da Sua soberana vontade em breve voltaremos com muitas novidades,com a luz da palavra de Deus e com o Evangelho de Salvação de nosso Senhor Jesus Cristo!




Um caloroso abraço a todos
Coordenador: Marcelo Mascarenhas.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

domingo, 14 de agosto de 2011

MARCELO MASCARENHAS: Wasthi Deixa Reality " A Casa da Ana Hickmann"E Emociona a todos

MARCELO MASCARENHAS: Wasthi Deixa Reality " A Casa da Ana Hickmann"E Emociona a todos

Wasthi Deixa Reality " A Casa da Ana Hickmann"E Emociona a todos


Durante os dois primeiros dias de confinamento na casa da apresentadora Ana Hickmann, Wasthi deixou todos bastante curiosos com o mistério de rondava a representante de Uberlândia. Depois de resistir e não participar da segunda prova na piscina, Wasthi teve de encarar Ana Hickmann em uma conversa aberta, onde foi dito tudo. Wasthi explicou o porquê de não ter participado da festa, a moça é Adventista do Sétimo Dia, ou seja, “- O Sábado deve ser observado no sétimo dia da semana, assim como diz em Êxodo 20:8, a partir de sexta-feira do pôr do sol até o por do sol do sábado. Wasthi fica impossibilitada de realizar atividades na sexta à noite até o por do sol no sábado. Ana se emocionou com a declaração de Wasthi, ambas choraram muito durante a conversa. Durante a conversa Ana Hickmann deixou aberto para Wasthi dar sua posição sobre se continuaria ou não no reallity. A representante de Uberlândia Wasthi deixou o programa e emocionou a todos os brasileiros. Mas para a surpresa de todos como ela mesmo falou na conversa com a apresentadora Ana Hickmann Deus quando faixa uma porta ele abre outra melhor, Deus foi fiel orando a palavra da sua serva e para gloria de Deus Wasthi irá trabalhar sim como repórter da Ana Hickmann, pois ela foi convocada pela apresentadora para ser Repórter e fazer a cobertura de tudo que irá acontecer na casa. Gloria a Deus, a fé e a Crença dela emocionou a todos os telespectadores com sua atitude colocando Deus acima dos seus sonhos e projetos realmente o verdadeiro Cristão deve ser assim, Deus tem que ser o Primeiro em nossas vidas depois vem fama e sucesso e dinheiro. Verdadeiramente Deus nos surpreende.Parabéns Wasthi!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

ABALLA NORDESTE EM UBAITABA-BA, DIA 03 DE SETEMBRO.



A GORA É A VEZ DE UBAITABA-BA. Você não pode perder o Primeiro Aballa Nordeste, que será Realizado em Ubaitaba No dia 03 de Setembro às 20hs. Na quadra do Colégio CÉU Será uma Noite de Clamor é Adoração a Deus com a presença dos seguintes Cantores: ALICE MARCIEL E BANDA, DAMARES BRANDÃO, GILBERTO DE JESUS, CANTOR RUBY, CÍCERO MENDES, BANDA ESSÊNCIA DO LOUVOR, GRUPO TEATRAL O ANDARILHO (O MENDIGO). E MUITO MAIS. Prepare a sua Caravana e Venha Ubaitaba Vai tremer!
PRELEITORES: CONF. ALEXANDRE BRITO (Revelação no Gideões) CONF. JORGE QUIRINO, PR. VALTER ABALLA NORDESTE.
Entrada: Uma oferta de R$ 10,00, Oferta de R$ 15,00 BÔNUS CD Ou DVD Limitado.
Informações: 073 8839-0904 ou 073 9959-4103.
REALIZAÇÃO: IGREJA EVAN. ASSEMBLÉIA DE DEUS M. MADUREIRA E IGREJAS LOCAIS E PREFEITURA MUNICIPAL DE UBAITABA. ORGANIZAÇÃO ABALLA NORDESTE É DE DEUS A CORDA UBAITABA!
Em breve mais atualização.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Conheça as diversas ramificações da Assembleia de Deus, a maior denominação pentecostal do mundo


Al

guns ministérios se desligaram da CGADB e fundaram outras Assembleias que juntas somam mais de 22 milhões de membros no mundo


Em junho 1911 os missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg inauguraram a primeira Igreja Assembleia de Deus no Brasil, um ministério que aos poucos foi sendo espalhado pelo país e que hoje, 100 anos depois, é a maior denominação evangélica.
Mas ao longo desse centenário inúmeras separações entre líderes aconteceram, movidas pelos mais diversos motivos, que fizeram com que a AD se transformasse em centenas de Assembleias.
Podemos citar outros ministérios da AD, além do Ministério Belém que hoje é presidido pelo pastor José Wellington Bezerra que comanda a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil e também a Igreja sede de São Paulo, localizada no bairro do Belenzinho.
Assembleia de Deus Madureira
Entre eles a Assembleia de Deus Madureira, fundada pelo pastor Paulo Leivas Macalão em 1930 na cidade de Brasília, no Distrito Federal. Macalão esteve à frente do ministério e também liderando a Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil até o ano de 1982 quando veio a falecer.
Sob a presidência de Manoel Ferreira, a AD Madureira foi se distanciando a Convenção até que em 1989 se desligaram por completo da CGADB. Hoje ainda sob comando do bispo Ferreira a igreja tem um grande templo na cidade de São Paulo no bairro do Brás.
Conhecida como AD Brás, ela tem quebrado com os usos e costumes, atraindo mais jovens e promovendo eventos para que esse público permaneça na igreja. A igreja de São Paulo é liderada pelopastor Samuel Ferreira.
Assembleia de Deus do Bom Retiro
Outro importante ministério ligado a AD que tem sede em São Paulo é a Assembléia de Deus do Bom Retiro, inaugurada em 1988 pelo pastor Jabes Alencar que iniciou seu ministério pastoral em 1981. Foi pioneira em quebrar com os costumes conservadores da AD Belém e essa mudança acabou influenciando dezenas de outros ministérios.
Hoje a ADBR está presente em diversas cidades brasileiras.
Assembleia de Deus Vitória em Cristo
Nascida em 1959 no bairro da Penha a Igreja Assembleia de Deus na Penha foi fundada pelo pastor José Pimentel de Carvalho que ficou à frente do ministério por dois anos e meio, vindo outros pastores para substituí-lo. Em 1964 o pastor José Santos assumiu o templo e começou a organizar os trabalhos da igreja e a expandir o trabalho para outras áreas do Rio de Janeiro.
Santos esteve no comando do ministério até o dia 3 de fevereiro de 2010 quando veio a falecer. Quem assumiu seu lugar foi o pastor Silas Malafaia, que percebeu que a Igreja não estava mais só localizada no bairro da Penha, mas em outras 89 localidades incluindo outros estados e por isso trocou o nome do ministério para Assembleia de Deus Vitória em Cristo.
A ideia de Silas Malafaia é fazer com que a AD Vitória em Cristo continue crescendo, sua meta é que nos próximos cinco anos o ministério tenha 1.000 templos espalhados pelo Brasil.
A maior denominação pentecostal do mundo
Esses ministérios e tantos outros que vem surgindo nas últimas décadas com o nome de Assembleia de Deus ajudam o evangelho a chegar em vários lugares tanto no Brasil como no mundo, tanto que o número de membros das ADs ultrapassam 22,5 milhões de pessoas, fazendo desta a maior denominação pentecostal do mundo.
Fonte: Gospel Prime



quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Pastor Silas Malafaia contrapõem os discursos de igrejas inclusivas como a de Lanna Holder



Em São Paulo funciona desde junho a igreja Comunidade Cidade Refúgio, liderada pela polêmica missionária Lanna Holder que na década de 90 viajou por todo o país contado seu testemunho, dizendo que havia sido liberta do homossexualismo. Mas em 2002 ela se envolveu em um escândalo, tendo um caso homossexual com a cantora Rosania Rocha. Hoje elas estão juntas e estão a frente deste ministério.
Nos últimos anos temos visto o crescimento de uma vertente do evangelho, para a maioria dos cristãos é antibíblico, que são as igrejas evangélicas voltadas para o público gay. Chamadas de inclusivas elas aceitam os homossexuais e não pregam as passagens bíblicas que condenam a prática, dizendo que a tradução de hoje não é exatamente o que o escritor do texto queria dizer.

“Quando me converti, aprendi que a homossexualidade era uma possessão demoníaca. Isso sempre foi uma luta pessoal, eu não entendia porque, mesmo selada pelo Espírito Santo e abençoada com o dom da Palavra, eu continuava sentindo desejos homossexuais”, disse Lanna Holder.

Depois de anos ela desistiu de lutar contra seus desejos e hoje acredita que o homossexualismo não é uma opção, mas uma condição que não precisa ser combatida, mas aceita. E ainda usa um texto bíblico para dizer que Deus não faz acepção de pessoas.

Por outro lado encontramos pastores que afirmam amar os homossexuais, mas não concordar com a prática. Em uma entrevista à Revista Exibir Gospel o pastor Silas Malafaia, um dos maiores articuladores dos protestos contra a PL 122, fala que essas igrejas que dizem que o homossexualismo não é pecado estão na contramão dos movimentos evangélicos, pois está escrito na Bíblia que os homossexuais não herdarão o Reino dos Céus.

“O apóstolo Paulo diz em I Co 6-9: ‘Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas´. Sodomitas, aqui, refere-se a homens que se envolvem em atos sexuais com outros homens ”, observou Malafaia.

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo acredita que essas igrejas “inclusivas” ignoram o Evangelho que liberta e transforma o homem. Ele cita o texto de I Co 6, no versículo 11 que diz: E é o que alguns de vós têm sido (referência aos impuros, idólatras, sodomitas); mas haveis sido lavados, santificados, justificados em nome do Senhor Jesus pelo Espírito do nosso Deus. “Então como é que a pessoa vem para a igreja e continua homossexual?”, questiona Malafaia que diz que em sua igreja o homossexual é bem recebido, mas não pode ser membro, porque está em pecado.

Malafaia também diz que Lanna Holder está teologicamente errada ao dizer que Deus não faz acepção de pessoas, usando este texto para apoiar a condição homossexual, pois Jesus ama todos, mas não consente que se continue no pecado.

“À mulher adúltera ele disse ‘Vem, mas, agora, não peque mais’. O texto áureo da Bíblia fala do amor (João 3-16), mas os versículos 17 e 18 dizem: ‘Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele’”, acrescenta.

Como o pastor também é psicólogo clínico ele afirma que não há como dizer que uma pessoa já nasce homossexual. “Não existe ordem cromossômica homossexual. O cromossomo de um homem hetero é igual ao de um homem homossexual, assim como o cromossomo da mulher hetero é como o da mulher homossexual. Homossexualidade é preferência, aprendida ou imposta, é comportamental”.

Apesar de seus discursos contrários à prática, o pastor reconhece, porém, que é necessário que as igrejas tenham uma atenção especial com os homossexuais. “Tem que ajudar, amar e integrá-lo. Muita gente não entende isso. No entanto, se quer ser membro, tem de se submeter às regras. Há salvação para o homossexual, bandido e até para os que se acham politicamente correto. Mas se não aceitar a Cristo, não será transformado, não será perdoado e vai para o inferno. Isso vale para mim e para qualquer um”, conclui.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

O Valor do Sofrimento



Autor Desconhecid

Sofrimento Em nosso mundo de dor, onde está Deus? Se Ele é bom e compassivo, por que a vida é tão trágica às vezes? Será que Ele perdeu o controle? Ou, se Ele está no controle, o que Ele está tentando fazer a mim e aos outros? Algumas pessoas escolhem negar a existência de Deus porque eles não podem imaginar um Deus que permitiria tanta miséria. Alguns crêem que Deus existe, mas eles não querem nada com Ele porque eles não acham que Ele seja bom. Outros agarram-se tenazmente a crença de que há um Deus, todo poderoso, sábio e amoroso que de alguma forma usa "o que vem de ruim" para o nosso bem. Na Bíblia Deus nos assegura que Ele tem tudo sob seu controle, mas que às vezes Ele deixa que sejamos alvos de pessoas ruins, genes deficientes, perigosos vírus ou de catástrofes. Por que Deus permite que o sofrimento e a dor assolem nosso mundo? Há várias razões segundo a Bíblia:

PARA NOS ALERTAR
Imagine um mundo sem dor física. À primeira vista parece ser algo muitíssimo bom. Não haveria mais dor-de-cabeça, enjôo de estômago, mas também não haveria mais a sensação que nos alerta para um ligamento rompido ou um osso quebrado. Por mais que abominemos a dor, temos que admitir que ela tem um bom propósito; ela nos avisa quando algo não está bem.

PARA NOS DIRIGIR
Quando uma pessoa se afasta de Deus, normalmente a justificativa é o sofrimento. Mas para nosso assombro também é o sofrimento que ganha o crédito quando alguém redireciona sua vida e cresce no relacionamento com Deus. O sofrimento tem seu jeito de nos mostrar quão fracos os nosso recursos realmente são, e de nos forçar a avaliar o rumo da nossa vida. Nós podemos escolher nos desesperar, nos concentrando nos problemas, ou podemos escolher ter esperança reconhecendo que Deus tem um plano a longo prazo para nós.

PARA NOS MOLDAR
Quando confiamos em Cristo como nosso Salvador, Deus não faz "um passe de mágica" e nos torna perfeitos. Mas Ele remove o castigo que merecemos pelo pecado e nos coloca na estrada que leva ao Céu. A vida se torna um tempo de "modelagem" (você já viu um artesão trabalhando o barro na roda?), de desenvolvimento do caráter à medida que aprendemos mais sobre Deus e sobre como devemos ser para agradá-lo. O sofrimento nos faz lidar com as questões mais profundas da vida e fazendo isto, nos crescemos e amadurecemos. Se você é como eu, deve estar "doido" para encontrar a resposta a respeito do sofrimento.

Tenha paciência. É como montar um quebra-cabeças. Deus nos dá algumas peças para nos ajudar a confiar nele mesmo quando não temos todas as informações que gostaríamos. E melhor ainda, Ele se oferece como solução (sabe aquela última peça do quebra-cabeça?). Ele ainda governa o Universo e se importa conosco como indivíduos. Se sabemos que podemos confiar Nele, não precisamos de todas as explicações do mundo. Traduzido e adaptado por Hedy Silvado

MISSÕES URBANAS

Pr. Elinaldo Renovato de Lima



INTRODUÇÃO

Jesus Cristo mandou pregar o evangelho a toda a criatura, em todo o mundo. Nenhum lugar pode ficar excluído e nenhuma pessoa deve ser considerada não-evangelizável. No Brasil, como em muitos países, 80% das pessoas vivem nas cidades, ao contrário do que havia há poucas décadas, quando a maior parte vivia nas áreas rurais. Este é um grande desafio para as igrejas cristãs. As cidades têm grandes e graves problemas, próprios do crescimento urbano desordenado a que são submetidas, tais como concentração excessiva de pessoas, desigualdades sociais, problemas de habitação, favelas, falta de saneamento, de saúde, etc. No que tange à evangelização, as cidades oferecem facilidades e dificuldades, como veremos adiante. As igrejas precisam ter estratégias de trabalho para alcançar as cidades. Há diferenças, entre evangelizar numa Metrópole e num lugar interiorano. Neste estudo, apenas damos uma pequena contribuição à reflexão sobre o assunto.

1.0 FENÔMENO DAS CIDADES

No inicio de tudo, os homens viviam em áreas agro-pastoris. Com o passar do tempo, a escassez de bens os obrigava a sair, em busca de outros locais para sobrevivência. Sempre houve uma tendência para os homens se concentrarem em tomo de um núcleo populacional. A famosa TORRE DE BABEL foi uma tentativa de concentração urbana, não aprovada por Deus. Este queria que os homens se multiplicassem, enchendo a Terra. Damy FERREIRA (P. 139) vê a evolução das cidades em várias etapas.

A primeira, de 5.000 a.C. a 500 d.C, até à queda de Roma, quando se estabeleceram grandes cidades como Jericó, Biblos, Jerusalém, Babilônia, Nínive, Atenas, Esparta e Roma. Eram as chamadas "polis".

A segunda, quando encontramos, na Renascença, já na Idade Moderna, as cidades de Roma, Florença, Constantinopla, Londres, Paris, Toledo, entre outras. Eram as chamadas "neópolis".

A terceira, com a Revolução Industrial, por volta de 1750, quando apareceram cidades-pólos, como Nova lorque, Chicago, Londres, Berlim, Paris, Tóquio, Moscou, etc. São as "metrópoles", verdadeiras cidades-mães. A última etapa, já na época atual, suirgem as "megalópoles", com cidades-satélites e bairros ligados uns aos outros. Dentre elas, destacam-se S. Paulo, Rio de janeiro, Tóquio, Londres, N. lorque, etc. As cidades em geral são tratadas como de pequeno, médio e grande porte, dependendo da população, tamanho, influência, etc.

2.0 AS CIDADES NA BÍBLIA

Há quem pregue que as cidades são de origem humana, sem a aprovação divina, alegando que a primeira cidade foi criada por um homicida, Caim. E que Deus planejou um jardim e não uma Cidade (Gn 4.17).Depois do Dilúvio, os homens procuraram fazer cidades.
Nessa visito, diz-se que há um plano diabólico para as cidades. Elas, quanto maiores, são o refúgio ideal para criminosos, centros de prostituição, do crime, da violência. De fato, as aglomerações urbanas, nos moldes em que sido construídas, resultam em lugares perigosos, onde a qualidade de vida, em geral, torna-se difícil para o bem-estar espiritual e humano.
Discordando da opinião dos que vêm a cidade como centros mais favoráveis ao diabo, Ferreira (P. 140) diz que Deus tem planos importantes para as grandes cidades. O Cristianismo surgiu numa grande cidade - Jerusalém - , espalhando-se por grandes centros, como Samaria, e Antioquia. Por outro lado, Deus mandou Abraão sair de Ur, uma grande cidade, e mandou começar a conquista de Canal por Jericó, de porte considerável para sua época.
Linthicum, p. 27) diz que "a Cidade é campo de batalha entre Deus e satanás" e que Ele se preocupa com o bem-estar da Cidade (Jn 4.10) e que a atividade redentora de Deus centraliza-se em muito nas cidades (51 46.4-5; Zc 8.3; Mc 15.21.39) ~.31>, lembrando que a vinda do reino de Deus é descrita como a vinda de uma Cidade redimida - a Nova Jerusalém (Ap 21-22). -2- Deus permitiu que Israel construísse cidades (Am 9.14); em Canaã, em meio as cidades tomadas, Deus determinou que houvesse "cidades de refúgio (Nm 35.11).

3. JESUS E AS CIDADES

No seu ministério terreno, Jesus desenvolveu a evangelização tanto na área rural como nas cidades. · Andava de cidade em cidade(Lc 8.l); · Chegou á cidade, viu-a e chorou sobre ela (Lc 19.41); · mandou pregar em qualquer cidade ou povoado ~t 10.11). Seguindo o exemplo de Jesus, a igreja atual precisa enfrentar o desafio da evangelização ou das missões urbanas.

4.0 DESAFIO DAS MISSÕES URBANAS

As cidades, com sua complexidade social, cultural , econômica, emocional e espiritual, constituem-se campo propício para atuação da igreja ou do inferno; dos cristãos ou dos feiticeiros; dos homens de bem ou dos assassinos. A cidade em que vivemos é campo de batalha entre Deus e o diabo; a cidade pertencerá aos céus ou ao inferno; depende de quem agir com mais eficiência e eficácia, com as forças dos céus ou do inimigo. Segundo LINTHICUM (p. 23), os sistemas sociais, econômicos, políticos, educacionais. e outros, na Cidade, estio sob a influência dos demônios, das potestades das trevas. É preciso muito poder, muita oração, muito jejum e muita ação para que as estruturas das cidades sejam tomadas do poder do inimigo. O desafio é grande. 1'-- o que está conosco é maior do que ele.

4.1. PONTOS FAVORÁVEIS PARA AS MISSÕES URBANAS

HESSELGRAVE (p. 71), diz que as cidades são pólos de influência sobre toda uma área a seu redor, sendo, por isso> mais favoráveis para a implantação de igrejas, pelas seguintes razões: 1) Abertura as mudanças; 2) Concentração de recursos; 3) Potencial para contato relevante com as comunidades em redor.
4.2. PONTOS DESFAVORÁVEIS PARA AS MISSÕES URBANAS

1) Populações concentradas verticalmente em edifícios fechados. Os condomínios, hoje, são quase impenetráveis aos que desejam evangelizar pessoalmente.

2) Excesso de entretenimento. Antigamente, só havia um pequeno campo de futebol em cidades de médio porte. Hoje, há estádios grandes, que atraem muita gente; a televisão tirou as pessoas das ruas e as confinou dentro de suas casas. O evangelismo pessoal é muito dificultado nessas condições. O uso da televisão é muito caro para atingir as pessoas confinadas em suas casas.

3) A concentração de igrejas diferentes, além das seitas diversas, causam confusão junto à população. Cada uma evangelizando com mensagens diferentes e contraditórias Parece que há um "supermercado da fé". Há quem ofereça religião como mercadoria mais barata, em "promoção", com descontos (sem exigências, sem compromissos) e há os que "cobram" caro demais, com exigências radicais.

4)0 elevado grau de materialismo e consumismo, do homem urbano faz com que o mesmo sinta-se auto-suficiente, sem a necessidade de Deus.

5) Os movimentos filosófico- religiosos, tipo Nova Era, apontam para uma vida isenta de responsabilidades para com o Deus pessoal, Senhor de todos. Como enfrentar essas dificuldades?

5.0 ESTRATÉGIAS PARA AS MISSÕES URBANAS

1) ORAÇÃO E JEJUM PELA CIDADE. O homem pecador se opõe a Deus (1 Co 2.14; Rm 8.7; Ef 2.1). O diabo força o homem a não buscar a Deus (Ef 2.2; 2 Co 4.4). Qualquer plano de evangelização por melhor que seja, com recursos, métodos, estratégias, fracassará, se tiver o PODER DE DEUS. Este só vem pela busca, pela Oração. Deus age. Fp 1.29; Ef 2.8; Jo 6.44. Os demônios infestam as cidades. Só são expulsos pelo poder da oração (Sl 122; Jr 29.7; Lc 19.41). A oração é a base.

2) PREPARO DAS PESSOAS PARA A EVANGELIZAÇÃO DAS CIDADES. Esse preparo refere-se ao estudo da Palavra de Deus. É o preparo na Palavra (2 Tm 2.15). As seitas preparam bem seus adeptos. As igrejas precisam gastar tempo e recursos no preparo dos que evangelizam.
3) PLANEJAMENTO DA EVANGELIZAÇÃO. O sucesso da evangelização depende do Espírito Santo. Só Ele convence o pecador (Jo 16.8). Entretanto, no que depende de nós, precisamos fazer o que está ao nosso alcance, a nossa parte.

a) Definir áreas a serem evangelizadas. (Bairro, quarteirão, ruas)

b) Definir os grupos de evangelização

c) Distribuir as áreas com os grupos (Rua tal com grupo tal; ou quarteirão tal com tal grupo, etc.

d) Estabelecer metas ou alvos (nº de decisões, pessoas batizadas, etc..)

e) Preparar os meios necessários: literatura, equipamentos, recursos financeiros, etc.

f) Mobilizar todos os setores da igreja para a execução do que for planejado: jovens, adolescentes, adultos, com a LIDERANÇA À FRENTE.

6.0 MÉTODOS DE EVANGELISMO PARA AS MISSÕES URBANAS

6.1. EVANGELISMO PESSOAL. E o mais tradicional e muito eficiente, principalmente nos bairros mais pobres. Inclui pessoa a pessoa; casa-em-casa; evangelização em aeroportos, em bares e restaurantes; co~tagem (venda de livros); ev. em estações rodo e ferroviárias; na entrada de estádios ; em feiras-livres; em filas (INAMPS, bancos, ônibus, etc.); em hospitais, penitenciárias, em escolas (intervalos de aula);

6.2. EVANGELISMO EM GRUPO. Inclui evangelização de grupos de pessoas: grupos de alunos, de professores, de menores abandonados, de homossexuais, de prostitutas, e também os já conhecidos GRUPOS FAMILIARES, ou células de evangelização; reuniões especiais em restaurantes, chás, classes na Escola Dominical (foi criada para isso); evangelização com fitas cassete e de vídeo (reúne-se um grupo);

6.3. EVANGELISMO EM MASSA. Inclui cultos ao ar-livre, série de palestras ou conferências nas igrejas; cruzadas evangelísticas, campanhas. Só tem valor se houver uma preocupação séria com o DISCIPULADO. E melhor preparar , primeiro, as pessoas para fazer o discipulado antes de fazer a evangelização.

7. DISCIPULADO.

É indispensável que, em cada igreja ou congregação, haja grupos ou setores de discipulado, que integrem o novo converso de maneira segura e acolhedora. Sem esse trabalho, toda a evangelização fica frustrada. Perdem-se mais de 90% das decisões em pouco tempo.

8. MEIOS PARA A EVANGELIZAÇÃO URBANA

1) Programas de rádio e de televisão;
2) Adesivos para veículos;
3) Revistas, e jornais para autoridades, consultórios médicos;
4) Apresentações de corais, bandas e conjuntos em público, em praças, em escolas, em bancos, em repartições;
5) Distribuição de Bíblias a autoridades;
6) Literatura (folhetos) bem selecionados;
7) Exposição de Bíblias e de literatura evangélica;
8) Artigos em jornais da cidade;
9) Telefone;
10) Cartas e cartões-postais; e muitos outros...

BIBLIOGRAFIA
FERREIRA, Dam. Evangelismo total Rio, Juerp, 1990.
HESSELGRAVE, David J. Plantando igrejas. 5. Paulo, Vida Nova, s.d.
LINTHICUM, Roberto. A transformação da cidade. Belo Horizonte, Missão Editora, 1990.

VALOR DA ADORAÇÃO A DEUS NO LAR...



Pr. Elinaldo Renovato de Lima


INTRODUÇÃO

No Livro de Gênesis, Cap. 3 e no Salmo 128, encontramos o valor da adoração a Deus no lar. Deus deseja que, em cada lar, haja um ambiente espiritual que honre e glorifique o Seu nome.

A maioria dos pais crentes não têm percebido a necessidade da adoração no lar, imaginando que só a igreja local atende às necessidades espirituais de sua família. Mas isso é um engano. Meditemos um pouco no assunto.

I - Deus quer estar presente no lar

1. No primeiro lar, Deus estava presente.

Deus visitava; Deus falava; Deus orientava o primeiro casal;
Enquanto obedeceram à voz de Deus, havia um culto maravilhoso no lar edênico.
Quando desobedeceram, Satanás prevaleceu.
HOJE, acontece a mesma coisa: Deus no lar: Harmonia, paz, amor. Deus fora do lar: falta de amor, ciúmes, contendas , brigas; desunião.
II - Com Deus no lar, A família é feliz

l. O Pai de família é feliz(Sl 128.1)

Ele teme a Deus e ANDA nos seus caminhos...
Adora a Deus; reparte felicidade com os seus;
É companheiro e amigo dos filhos e da esposa, ajudando-os a serem bons crentes;
Ele ama a esposa e dá exemplo aos filhos;
Tem cuidado e zelo pela família (Ver 1 Tm 5.8);
2. A Mãe, esposa e mulher é feliz(Sl 128.3a)

Ela é comparada a uma ÁRVORE FRUTÍFERA:
Dá fruto, dá sombra, dá abrigo, dá aconchego;
A árvore precisa ser cuidada: amor, zelo, afeto, carinho;
É diligente (Pv 31.27: é virtuosa (Pv 31.10-11);
É admirada e elogiada pelo esposo e pelos filhos (Pv 31.28-29).
3. Os Filhos são abençoados(Sl 128 3b)

São comparados a PLANTAS DE OLIVEIRAS:
Dão fruto: Ver Gl 5.22-23;
Dão azeite (unção do Espírito Santo);
Dão sombra (amparo, abrigo contra o desconforto );
As plantas precisam ser regadas, cuidadas: amor, cuidado, afeto, tempo, diálogo.
4. A Prosperidade no Lar Cristão(Sl 128.2; 4-6; Dt 28)

Prosperidade em tudo (Sl 1.1-3);
Bênção na cidade (Dt 28.3a); Bênção no campo (Dt 28.3b-4);
Bênção na vida doméstica (Dt 28.5,8);
Bênção dentro e fora de Casa (Dt 28.6; Sl 121.8);
Bênção diante dos inimigos (Dt 28.7; Sl 23.5);
Bênção na parte financeira (Dt 28.12).
III - A ADORAÇÃO A DEUS NO LAR É MANDAMENTO DE DEUS (Dt 11.18-21)

1. Os pais devem ter a palavra no coração(V. 18)

Do coração procedem as saídas da vida (Pv 4.21-22);
A boca fala do que o coração está cheio (Lc 6.45);
"A morte e a vida estão no poder da língua" (Pv 18.21);
2. Os pais devem ter a palavra de Deus nas mãos(V. 18)

As mãos devem ser usadas de acordo com a Palavra de Deus todos os dias;
O toque das mãos pode conduzir bênçãos com a palavra. Jacó abençoou os netos, tocando neles (Gn 48.8-10;13-16).
3. Os pais devem ensinar a palavra cuidadosamente(V. 19)

Ensinar assentado em casa(v 19);
Ensinar andando pelo caminho;
Ensinar durante o dia;
4. O valor do Culto Doméstico

4.1. Período

Deve ser feito diariamente: durante 10 a 15 minutos apenas;

4.2. Procidências

Providências preliminares: reunir a família e mostrar a necessidade do culto doméstico.
4.3. Roteiro - pode variar

1) Cânticos de corinhos ou de hinos de que todos gostem;

2) Leitura de pequeno trecho da Bíblia: cada dia, um membro da família ler; ou todos lêem alternadamente os versículos (isso ajuda a participação maior);

3) Um Comentáriorápido e significativo pode ser feito, enfatizando os pontos, aplicando-os à vida da família;

4) Pedidos de Oração: cada um pede por seus problemas e pelos outros;

5) Oração: uma só, por um membro da família ou fazem oração um após outro;

4.4. Obstáculos

1) Desencontros dos horários da família: O pai trabalha em um horário; a mãe trabalha em outro; os filhos saem cedo para a escola; horários desencontrados;

2) Fadiga: o trabalho e os estudos em excesso conspiram contra o culto doméstico;

3) Pouca importancia: muitos passam horas e horas diante da TV, mas não encontram tempo para o culto doméstico.

TUDO ISSO DIFICULTA MAS NÃO DEVE SER USADO COMO DESCULPAS PARA A NÃO REALIZAÇÃO DO CULTO DOMÉSTICO. O Inimigo pode agir nessas coisas.

É PRECISO COLOCAR O CULTO DOMÉSTICO COMO PRIORIDADE NO LAR. SÓ TRAZ BÊNÇÃOS PARA A FAMÍLIA.

Os obstáculos podem ser vencidos com o Poder do Espírito Santo e o esforço de todos , principalmente dos líderes do lar (Pai e mãe). Há tempo para tudo (Ec 3.1); Podemos tudo naquele que nos fortalece (Fp 4.13).

CONCLUSÃO: A adoração a Deus no lar precisa ser valorizada. A avalanche de pecados que são jogados contra os lares, especialmente através da mídia (TV, rádio, literatura pornográfica, etc...) só pode ser derrotada com a família unida em torno do altar da adoração a Deus. É melhor desligar o altar da televisão e acender o ALTAR DA ADORAÇÃO.

PAI E MÃE: não dêem desculpas que agradem ao inimigo. REALIZEM O CULTO DOMÉSTICO COM SEUS FILHOS. Que Deus nos abençoe (Nm 6.24-26).

ESTUDOS NOTICIAS INFORMAÇÕES E MUITO MAIS

Pesquise Aqui!

Itens compartilhados de Marcelo

Musicas

Ocorreu um erro neste gadget

Minha lista de blogs