Itacaré Web Gospel

Translate

VERSÍCULOS BÍBLICO

Seguidores.

Google+ Followers

Comentários

Google+ Badge

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

24 Cristãos mortos em ataques na Nigéria.

JOS, Nigéria - Vinte e quatro cristãos foram mortos ao longo das últimas duas semanas por extremistas muçulmanos em novos ataques contra as comunidades cristãs no centro da Nigéria.

Os ataques iniciado em 11 de agosto na aldeia de Rasta Foron continuou, esporadicamente, até chegarem às aldeias; kwi, Loton, e Jwol em 21 de agosto. Extremistas muçulmanos atacaram uma dúzia de aldeias ou bairros, no estado de Plateau, inquietos no centro da Nigéria, uma região conhecida por seus ataques motivacionais religiosa. Além do número de mortos, os membros, da comunidade encontraram essa preocupante onda de ataques particularmente porque os soldados do exército nacional supostamente participaram na matança, ou, no mínimo, acompanhava aqueles que cometeram os ataques.

Nnaji João, que perdeu nove membros da família no ataque á vila de Heipang, disse que viu soldados federais envolvidos no ataque. "Eu os vi. Eles estavam em uniformes do Exército", disse ela com lágrimas nos olhos. "Eu mesmo conheço alguns deles. Eles vieram junto com os muçulmanos a atacar-nos. Eu posso jurar a Deus Todo-Poderoso que o ataque foi realizado com o apoio dos soldados."

Chollom Gyang, um homem da comunidade predominantemente cristã de Chwelnyap na cidade de Jos confirmou que o ataque de 14 de agosto em seu bairro foi realizado com o apoio ou a aprovação tácita dos muçulmanos na Força Tarefa do Exército Especiais (STF), uma unidade projetado para parar com os ataques.

"Os atacantes foram os soldados implantados na área para garantir a proteção das pessoas", disse Gyang. "Uma das vítimas recebeu um telefonema de homens da STF da área para sair de casa, apenas para ser alvejado por tiros por eles na saída."

Gyang disse que os cartões de identificação de soldados muçulmanos, boinas e outras peças de seus uniformes foram encontradas nos povoados que foram atacados. As circunstâncias específicas de como esses itens foram deixadas para trás são desconhecidos.

Na seqüência dos ataques, o governador Jonah Jang foi chamado para a retirada imediata do exército da Nigéria, que foi levado para o estado para manter a paz porque, segundo ele, os muçulmanos do exército tomaram posição com os atacantes muçulmanos.

"Estou convencido de que as forças armadas estão sendo poluídos com a crise religiosa no país", disse Jang. "Antes de agora, os militares costumavam ficar no quartel, mas hoje as forças armadas começaram a tomar partido nessa crise religiosa, e se eles não são chamados para a ordem vai ser perigoso para o país."

Bitrus Kaze, o representante de Jos na Assembléia Nacional da Nigéria, disse em uma recente conferência de imprensa que houve outras vezes que os cartões de identidade militar e peças de uniformes foram encontrados na cena de ataques sectários.

"É um testemunho muito triste do STF", disse ele. "E o que me preocupa é que, apesar da grave alegação, parece-me que o STF não saiu, pelo menos para negá-lo. É realmente muito estranho e preocupante para mim que em uma cena de um crime tão hediondo, onde nove membros de uma família foram exterminados, e uma acusação dessa natureza foi dirigida contra os militares, e não se diz nada sobre isso. Parece-me que a história volta á cumplicidade está sendo dada alguma autenticidade."

O Capitão Charles Ekeocha, porta-voz da força-tarefa implantada em Heipang para parar os ataques não tratam diretamente das alegações, mas confirmou o número de mortos no ataque e disse: "Minhas tropas foram para a área para repelir o ataque."

Alamveabee Efihraim Idyorough, um cristão que vive no subúrbio de Jos Anaguta disse que seu bairro tem sido atacado várias vezes nos últimos 10 anos.

"Minorias Cristã étnicas não têm o direito de existir na Nigéria?" Idyorough pergunta. "Não são os cristãos os cidadãos da República Federal da Nigéria?"

Fonte: Compass
Tradução: Conhecer é Preciso

Nenhum comentário:

ESTUDOS NOTICIAS INFORMAÇÕES E MUITO MAIS

Pesquise Aqui!

Itens compartilhados de Marcelo

Musicas

Ocorreu um erro neste gadget

Minha lista de blogs