Itacaré Web Gospel

Translate

VERSÍCULOS BÍBLICO

Seguidores.

Google+ Followers

Comentários

Google+ Badge

sábado, 26 de novembro de 2011

ESTUDO: A Idolatria Não é de Deus



“Não temais; vós tendes cometido todo este mal; porém não vos desvieis de seguir ao SENHOR, mas servi ao SENHOR com todo o vosso coração. E não vos desvieis; pois seguiríeis as vaidades, que nada aproveitam e tampouco vos livrarão, porque vaidades são.” 1Sm 12.20,21

A idolatria é um pecado que o povo de Deus, através da sua história no AT, cometia repetidamente. O primeiro caso registrado ocorreu na família de Jacó (Israel). Pouco antes de chegar a Betel, Jacó ordenou a remoção de imagens de deuses estranhos (Gn 35.1-4). O primeiro caso registrado na Bíblia em que Israel, de modo global, envolveu-se com idolatria foi na adoração do bezerro de ouro, enquanto Moisés estava no monte Sinai (Êx 32.1-6). Durante o período dos juízes, o povo de Deus freqüentemente se voltava para os ídolos. Embora não haja evidência de idolatria nos tempos de Saul ou de Davi, o final do reinado de Salomão foi marcado por freqüente idolatria em Israel (1Rs 11.1-10). Na história do reino dividido, todos os reis do Reino do Norte (Israel) foram idólatras, bem como muitos dos reis do Reino do Sul (Judá). Somente depois do exílio, é que cessou o culto idólatra entre os judeus.

O FASCÍNIO DA IDOLATRIA.

Por que a idolatria era tão fascinante aos israelitas? Há vários fatores implícitos.

1) As nações pagãs que circundavam Israel criam que a adoração a vários deuses era superior à adoração a um único Deus. Noutras palavras: quanto mais deuses, melhor. O povo de Deus sofria influência dessas nações e constantemente as imitava, ao invés de obedecer ao mandamento de Deus, no
sentido de se manter santo e separado delas.

2) Os deuses pagãos das nações vizinhas de Israel não requeriam o tipo de obediência que o Deus de Israel requeria. Por exemplo, muitas das religiões pagãs incluíam imoralidade sexual religiosa no seu culto, tendo para isso prostitutas cultuais. Essa prática, sem dúvida, atraía muitos em Israel. Deus, por sua vez, requeria que o seu povo obedecesse aos altos padrões morais da sua lei, sem o que, não haveria comunhão com Ele.

3) Por causa do elemento demoníaco da idolatria (ver a próxima seção), ela, às vezes, oferecia, em bases limitadas, benefícios materiais e físicos temporários. Os deuses da fertilidade prometiam o nascimento de filhos; os deuses do tempo (sol, lua, chuva etc.) prometiam as condições apropriadas para colheitas abundantes e os deuses da guerra prometiam proteção dos inimigos e vitória nas batalhas. A promessa de tais benefícios fascinava os israelitas; daí, muitos se dispunham a servir aos ídolos.

A NATUREZA REAL DA IDOLATRIA.

Não se pode compreender a atração que exercia a idolatria sobre o povo, a menos que compreendamos sua verdadeira natureza.

1) A Bíblia deixa claro que o ídolo em si, nada é (Jr 2.11; 16.20). O ídolo é meramente um pedaço de madeira ou de pedra, esculpido por mãos humanas, que nenhum poder tem em si mesmo. Samuel chama os ídolos de “vaidades” (12.21), e Paulo declara expressamente: “sabemos que o ídolo nada é no mundo” (1Co 8.4; cf. 10.19,20). Por essa razão, os salmistas (e.g., Sl 115.4-8; 135.15-18) e os profetas (e.g. 1Rs 18.27; Is 44.9-20; 46.1-7; Jr 10.3-5) freqüentemente zombavam dos ídolos.

2) Por trás de toda idolatria, há demônios, que são seres sobrenaturais controlados pelo diabo. Tanto Moisés (ver Dt 32.17 nota) quanto o salmista (Sl
106.36,37) associam os falsos deuses com demônios. Note, também, o que Paulo diz na sua primeira carta aos coríntios a respeito de comer carne sacrificada aos ídolos: “as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios e não a Deus” (1Co 10.20). Noutras palavras, o poder que age por detrás da idolatria é o dos demônios, os quais têm muito poder sobre o mundo e os que são deles. O cristão sabe com certeza que o poder de Jesus Cristo é maior do que o dos demônios. Satanás, como “o deus deste século” (2Co 4.4), exerce vasto poder nesta presente era iníqua (ver 1Jo 5.19 nota; cf. Lc 13.16; Gl 1.4; Ef 6.12; Hb 2.14). Ele tem poder para produzir falsos milagres, sinais e maravilhas de mentira (2Ts 2.9; Ap 13.2-8,13; 16.13-14; 19.20) e de proporcionar às pessoas benefícios físicos e materiais. Sem dúvida, esse poder contribui, às vezes, para a prosperidade dos ímpios (cf. Sl 10.2-6; 37.16, 35; 49.6; 73.3-12).

3) A correlação entre a idolatria e os demônios vê-se mais claramente quando percebemos a estreita vinculação entre as práticas religiosas pagãs e o espiritismo, a magia negra, a leitura da sorte, a feitiçaria, a bruxaria, a necromancia e coisas semelhantes (cf. 2Rs 21.3-6; Is 8.19; ver Dt 18.9-11 notas; Ap 9.21 nota). Segundo as Escrituras, todas essas práticas ocultistas envolvem submissão e culto aos demônios. Quando, por exemplo, Saul pediu à feiticeira de Endor que fizesse subir Samuel dentre os mortos, o que ela viu ali foi um espírito subindo da terra, representando Samuel (28.8-14), i.e., ela viu um demônio subindo do inferno.

4) O Novo Testamento declara que a cobiça é uma forma de idolatria (Cl 3.5). A conexão é óbvia: pois os demônios são capazes de proporcionar benefícios materiais. Uma pessoa insatisfeita com aquilo que tem e que sempre cobiça mais, não hesitará em obedecer aos princípios e vontade desses seres sobrenaturais que conseguem para tais pessoas aquilo que desejam. Embora tais pessoas talvez não adorem ídolos de madeira e de pedra, entretanto adoram os demônios que estão por trás da cobiça e dos desejos maus; logo, tais pessoas são idólatras. Dessa maneira, a declaração de Jesus: “Não podeis servir a Deus e a Mamom [as riquezas]” (Mt 6.24), é basicamente a mesma que a admoestação de Paulo: “Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios” (1Co 10.21).

DEUS NÃO TOLERARÁ NENHUMA FORMA DE IDOLATRIA.

1) Ele advertia freqüentemente contra ela no Antigo Testamento. (a) Nos dez mandamentos, os dois primeiros mandamentos são contrários diretamente à adoração a qualquer deus que não seja o Senhor Deus de Israel (ver Êx 20.3,4 notas). (b) Esta ordem foi repetida por Deus noutras ocasiões (e.g., Êx 23.13, 24; 34.14-17; Dt 4.23,24; 6.14; Js 23.7; Jz 6.10; 2Rs 17.35,37,38). (c) Vinculada à proibição de servir outros deuses, havia a ordem de destruir todos os ídolos e quebrar as imagens de nações pagãs na terra de Canaã (Êx 23.24; 34.13; Dt 7.4,5; 12.2,3).

2) A história dos israelitas foi, em grande parte, a história da idolatria. Deus muito se irou com o seu povo por não destruir todos os ídolos na Terra Prometida. Ao contrário, passou a adorar os falsos deuses. Daí, Deus castigar os israelitas, permitindo que seus inimigos tivessem domínio sobre eles.

(a) O livro de Juízes apresenta um ciclo constantemente repetido, em que os israelitas começavam a adorar deuses-ídolos das nações que eles deixaram de conquistar. Deus permitia que os inimigos os dominassem; o povo clamava ao Senhor; o Senhor atendia o povo e enviava um juiz para libertá-lo.
(b) A idolatria no Reino do Norte continuou sem dificuldade por quase dois séculos. Finalmente, a paciência de Deus esgotou-se e Ele permitiu que os assírios destruíssem a capital de Israel e removeu dali as dez tribos (2Rs 17.6-18).
(c) O Reino do Sul (Judá) teve vários reis que foram tementes a Deus, como Ezequias e Josias, mas por causa dos reis ímpios como Manassés, a idolatria se arraigou na nação de Judá (2Rs 21.1-11). Como resultado, Deus disse, através dos profetas, que Ele deixaria Jerusalém ser destruída (2Rs 21.10-16). A despeito dessas advertências, a idolatria continuou (e.g., Is 48.4,5; Jr 2.4-30; 16.18-21; Ez 8), e, finalmente, Deus cumpriu a sua palavra profética por meio do rei Nabucodonosor de Babilônia, que capturou Jerusalém, incendiou o templo e saqueou a cidade (2Rs 25).

3) O Novo Testamento também adverte todos os crentes contra a idolatria.

(a) A idolatria manifesta-se de várias formas hoje em dia. Aparece abertamente nas falsas religiões mundiais, bem como na feitiçaria, no satanismo e noutras formas de ocultismo. A idolatria está presente sempre que as pessoas dão lugar à cobiça e ao materialismo, ao invés de confiarem em Deus somente. Finalmente, ela ocorre dentro da igreja, quando seus membros acreditam que, a um só tempo, poderão servir a Deus, desfrutar da experiência da salvação e as bênçãos divinas, e também participar das práticas imorais e ímpias do mundo. (b) Daí, o Novo Testamento nos admoestar a não sermos cobiçosos, avarentos, nem imorais (Cl 3.5; cf. Mt 6.19-24; Rm 7.7; Hb 13.5,6) e, sim, a fugirmos de todas as formas de idolatria (1Co 10.14; 1Jo 5.21). Deus reforça suas advertências com a declaração de que aqueles que praticam qualquer forma de idolatria não herdarão o seu reino (1Co 6.9,10; Gl 5.20,21; Ap 22.15).

Fonte: BEP


Veja mais:

:: Idolatria e Mariolatria
:: Maria

NOTICIA: Deputado Marco Feliciano discursa contra “conspiração” do Movimento LGBT e convoca lideranças cristãs para se “sacrificar pelas gerações futuras”

O Pastor e Deputado Marco Feliciano fez um discurso inflamado na tribuna da Câmara dos Deputados, contra o que chamou de “conspiração da militância LGBTT” contra a família.

No discurso, Feliciano convocou os deputados que fazem parte da Bancada Evangélica e os membros da Bancada Católica para se juntarem, superando as barreiras interdenominacionais, para fazer um sacrifício em prol dos valores cristãos, segundo informações disponibilizadas no site da Câmara dos Deputados.

“Sacrifiquem o conforto (pois falar deste assunto trás desconforto), sacrifiquem se preciso for, seus votos, e se preciso for, sacrifiquem até seus mandatos pelos nossos filhos e gerações futuras”, afirmou o Deputado.

Em seu discurso, Marco Feliciano se dirige aos membros do movimento LGBTT afirmando que são estrategistas: “Sou obrigado a tirar o chapéu pela estratégia, força e apoiamentos que possui e pelos respaldados diante das iniciativas baseadas nos altos ideais dos direitos humanos, não à violência e sim à cidadania e, por meio disso, conseguiu notoriedade, espaço privilegiado em relação ao Governo, aos intelectuais, artistas e mídia em geral”.

Em uma severa crítica ao poder judiciário, o Pastor condenou a atitude dos Ministros do Superior Tribunal Federal, que no entender dele, legislaram ao instituir a união estável entre pessoas do mesmo sexo, e citou o exemplo do Poder Judiciário francês, que optou por abster-se do debate e de decisões relativas ao assunto, declarando “que tal assunto era de competência do Parlamento, afinal o Parlamento foi eleito pelo povo e o povo é soberano”.

Marco Feliciano citou ainda todos os requerimentos que o movimento LGBTT fez através de seus representantes no Poder Legislativo, que incluem diversas cotas sociais, fiscalização da mídia e proibição de piadas contra homossexuais, classificação da Bíblia como conteúdo inadequado para as crianças, dentre outras.

Citando diversos líderes cristãos, reforçou seu pedido de união interdenominacional em torno da defesa “dos bons costumes”. “Fico Imaginando uma reunião com todos estes guerreiros, onde com uma visão, uma determinação, e liderança, poderemos resgatar as diretrizes do moral, do ético, dos bons costumes e mais, mostrar que pela Familia Brasileira quebramos as barreiras interdenominacionais. Estes homens e mulheres juntos, podem mobilizar 95% da população brasileira! Ainda da tempo. É possível!”, conclamou o Pastor e Deputado Federal Marco Feliciano.

Confira a lista de líderes citados pelo Pastor durante o discurso:

Pr. José Wellington Bezerra da Costa, Presidente da CGADB;

Bispo Manoel Ferreira, Presidente da Assembléia de Deus de Madureira;

Pr. Dr. Samuel Ferreira, Presidente da AD Bras;

Pr. Dr. Abner Ferreira, Presidente da AD Madureira RJ;

Pr. Silas Malafaia, Presidente da AD Vitoria em Cristo;

Pr. Jabes de Alencar, Presidente do Conselho de Pastores de SP e AD Bom Retiro;

Pr. Samuel Camara, Lider da AD Belem e Presidente da Rede de Comunicação Boas Novas;

Missionário R. R. Soares, Lider da Igreja da Graça;

Apóstolo Valdemiro Santiago, Lider da Igreja Mundial do Poder de Deus;

Apóstolo Rene Terra Nova, ministério Internacional da Restauração;

Apóstola Valnice Milhomens, líder da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo;

Apóstolo Marcio Valadão, da Batista da Lagoinha;

Pr. Jorge Linhares, da Batista do Getsemani;

Pr. e Deputado Mario de Oliveira, Lider da Igreja do Evangelho Quadrangular;

Pr. Cesino Bernardino, presidente dos Gidões Missionários da Ultima Hora;

Pr. Reuel Bernardino, vice presidente dosGideões Missionários da Ultima Hora;

Apóstolo Estevam Hernandes e Bispa Sonia Hernandes da Igreja Renascer;

Bispo Robson Rodovalho, da igreja Sara Nossa Terra;

Pr. Fad Farad, Lider do Ministerio da Fé;

Apóstolo Ezequiel Teixeira, Lider da igreja de Vida Nova de Iraja;

Pr. Marcos Gregório, Lider do Ministério Apascentar;

Pr. Simonton, Lider da Comunidade Praia da Costa;

Apóstolo Cesar Augusto, da igreja Fonte da Vida;

Apóstolo Sinomar, Lider da Igreja luz para os povos;

Apóstolo Doriel, líder da Casa da Benção;

Pr. Aguiar Valvassoura, líder da Igreja do Nazareno;

Pr. Aloisio Silva, líder da Igreja Videira em Goiania;

Bispo Macedo, líder da Igreja Uiversal do Reino de Deus;

Pastores Custódio Rangel e Altomir, lideres da ADHONEP,

Bispo João Carlos Lopes – Presidente do Colégio Episcopal Metodista;

Rev. Obedis Ferreira da Cunha Jr. – Pr. Titular da Igr. Presbiteriana Nacional;

Rev. Roberto Brasileiro Silva – Pres. Da Igr. Presbiteriana do Brasil;

Pr. José Carlos da Silva – Pres. Da Convenção Batista Nacional;

Pr. Egon Kopereck – Pres. Da Igr. Evangélica Luterana do Brasil;

Pastores: Junior de Souza; Paulo Marcelo; Napoleão Falcão; Abilio Santana; Geziel Gomes; Adeildo Costa; Carvalho Junior; Aldery Nelson; Yossef Akiva; Gilmar Santos; Gilvan Rodrigues, pregadores das grandes massas e formadores de opinião;

a todos os conselhos de pastores do Brasil, bem como todas as denominações evangélicas, pentecostais, neo pentecostais, ortodoxos, carismáticos, históricos, todos os pastores e obreiros;

Rev. Adail Carvalho Sandoval, presidente Sociedade Biblica do Brasil;

Dom Raimundo Damasceno – Presidente da CNBB –Conferencia nacional dos Bispos do Brasil,

Dom Odilio Scherer, Arcebispo de São Paulo;

Pe. Jonas Abibe, Presidente da TV Canção Nova;

Conselho Episcopal da Igreja Católica e todas as suas circunscrições Eclesiasticas; seus bispos, cardeais, bispos, arcebispos, padres, presbíteros e diáconos e todos os religiosos e religiosas

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

(NOTICIA) Em resposta à reportagem do Domingo Espetacular, Pastor Silas Malafaia afirma que Universal investiu R$ 1 bilhão na Record para a glória de satanás

Em resposta à matéria exibida pela TV Record sobre o fenômeno “cair no espírito”, o Pastor Silas Malafaia postou um vídeo no site Verdade Gospel, em que critica “a nova palhaçada do Edir Macedo”.

Silas começa sua fala citando a carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios, quando ele proíbe os irmãos de interagirem “com aqueles que se dizem irmãos mas tem atitudes de ímpios”.

Referindo-se às críticas da reportagem do programa Domingo Espetacular, que veiculou depoimentos de pessoas que disseram ir à reuniões e cultos pentecostais e não terem sentido nada nos momentos do “cair no espírito”, Malafaia afimou: “Quanta gente já fez fogueira santa, corrente dos 318, arruda, e não aconteceu nada? Quanta gente lá na Universal participou de campanhas e nunca aconteceu nada?”

“Não to aqui pra falar mal de igrejas, porque lá na Universal tem gente salva, que teme a Deus”, disse Malafaia, que numa menção aos crentes da Igreja de Beréia, que consultavam as escrituras em cada situação disse que “você não pode engolir o que um líder fala, porque ele não é absoluto”.

O Pastor Silas Malafaia afirmou na sequência que a emissora do Bispo Edir Macedo foi comprada com dinheiro dos fiéis. “A Record foi comprada com dinheiro de dízimos e ofertas. Nos últimos quatro anos a Universal investiu mais de R$ 1 bilhão na Record, para que ela crescesse, fosse grande. Agora me diz: quando foi que você viu na Rede Record, em horário nobre, às 22h00, uma programação para exaltar a Deus?”, questiona Malafaia.

Do ponto de vista do Pastor, a atitude da emissora pode ter sido um tiro no pé dos líderes da IURD: “Eles ridicularizam o movimento pentecostal, mas vão acabar sendo atingidos de tão trouxas que são”.

“O que é que tem nessa TV? Lascívia, homossexualismo, adultério, prostituição, safadeza, roubalheira, mau-caratismo… Esses caras estão loucos!”, esbraveja Silas Malafaia.

Inconformado com a reportagem, ele se dirige aos fiéis da IURD questionando o destino dos dízimos e ofertas: “Como você pode dar dízimos e ofertas num lugar que o dinheiro está sendo usado para fazer uma TV para profanar? Como pode uma igreja ter uma emissora de televisão para a glória de Satanás?

Segundo Malafaia, Edir Macedo tomou essa atitude para evitar que os fiéis da Universal não saiam da denominação. “Ele fez isso porque está desesperado. Tá com medo de perder o povo dele para as igrejas neo-pentecostais. Macedo não é inocente”, encerra o Pastor Silas.

Assista ao vídeo na íntegra:

terça-feira, 15 de novembro de 2011

(NOTICIA)Mais um assembleiano: Jotta- A vence o Jovens Talentos



Com uma voz de tirar o fôlego (literalmente) Jotta.A provou que a música gospel possui a maior técnica entre todos os ritmos que participaram no programa, mesmo que o cast participantes deste eram na maioria evangélicos.

O SBT também conseguiu conquistar a simpatia dos evangélicos através do programa Raul Gil, que abriu as portas da emissora para a música gospel em vários programas como "Eliana" e "Domingo legal" e até no Teleton deste ano.

Jotta. A levou o prêmio de 20.000 reais, mesmo assim está aberto a receber proposta de gravadoras que já começaram a cair em cima dele.

Parabéns a esse talento que conhecemos a anos atrás no congresso de missões Gideões Missionários da última hora. "J.A" vai se tornar com certeza uma das maiores surpreendentes vozes que o Brasil e o mundo já teve.

Confira a última apresentação do cantor:

sábado, 12 de novembro de 2011

‘A verdade sobre o 11/11/11′ | Verdade Gospel - Portal gospel de notícias do Brasil

‘A verdade sobre o 11/11/11′ | Verdade Gospel - Portal gospel de notícias do Brasil

(NOTICIA) AQUI VOCÊ FICA SABENDO Cristãos queimados VIVOS.

Cristãos
queimados VIVOS!...Divulguem......Cena chocante.Agradeçamos a Deus por podermos viver e proclamar a
nossa fé.
Cristãos queimados vivos por muçulmanos sunitas da
Nigéria.
Notícias como essa, que deveriam estampar a primeira
página dos jornais, são solenemente ignoradas pela grande mídia.
Vamos divulgar!!!
essa sim merece atenção e divulgação
de todo aquele que professa a fé em Jesus Cristo!!!
Um verdadeiro absurdo! Triste demais, mas a pura
realidade!
Divulguem.
Espalhem esta notícia.
Vamos fazer a nossa parte

DEUS ABENÇOE.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

(NOTICIA) Durante partida, evangélico David Luiz ora com atacante para que ele volte a jogar bem e em seguida ele marca dois gols.



A fé do jogador brasileiro David Luiz fez a diferença no jogo do seu time, o Chelsea, da Inglaterra, contra o KRC Genk, da Bélgica, na última quarta-feira, dia 16. Durante a partida, o brasileiro colocou as mãos na cabeça do jogador Fernando Torres, da Espanha, e fez uma oração.

A intenção do David foi ajudar o jogador espanhol que passava por uma má fase. Ele ainda não havia marcado nenhum gol durante os jogos da Liga dos Campeões e vinha sofrendo pressões por parte da diretoria do time por ter sido contratado por 50 milhões de libras, cerca de 140 milhões de reais, e devido ao seu mal desempenho não estava dando retorno ao Chelsea.

A oração deu certo. Fernando marcou dois dos 5 gols que deram a vitória ao seu time. Assim, os ingleses seguem líderes absolutos do Grupo E, com sete pontos. Os próximos jogos da chave acontecem em 1º de novembro e as equipes voltam a se encontrar, dessa vez na Bélgica.

Não foi só nesta partida que David Luiz buscou sua fé. “Eu sou evangélico. Procuro agradecer sempre o que Deus me deu. O ser humano é falho, mas eu procuro sempre buscar acertar e fazer o bem, com pureza”, declara.

Sua simpatia e simplicidade conquistou os moradores da Inglaterra, onde ele mora atualmente.

“Aprendi que só entrar em campo e jogar bola é pouco. Tem que entender o sentimento das pessoas, das crianças, das senhoras que torcem por nós. Busco sempre ter humildade, uma postura centrada, correta. Quero ajudar as pessoas, seja com um sorriso na rua, com um abraço ou com um bom jogo”.

Em suas entrevistas, ele não esconde a saudade de casa, mas quando questionado sobre um possível retorno ao país, declara “Tenho vontade de voltar, sim. Mas o meu futuro deixo nas mãos de Deus”.

David Luiz ora com Fernando Torres

(NOTICIA) Igreja Promove culto em bar e oferece cerveja para atrair fiéis.


O Pastor Bill Jenkins fundou a UrbanLife Church (Igreja Vida Urbana), que funciona nas dependências de um bar, em San Jose, no Estado da Califórnia, Estados Unidos. A iniciativa inusitada de Jenkins pretende atrair pessoas que nunca entrariam numa igreja. “No bar as pessoas se sentem confortáveis”, justifica o Pastor.

Os encontros ocorrem aos Domingos, às 9h30 da manhã, e após uma pregação simples e direta, que dura em torno de vinte minutos, os presentes bebem suas cervejas e discutem em pequenos grupos a mensagem que acabaram de ouvir. Jenkins, um inglês que antes de se mudar para a Califórnia foi jogador profissional de futebol e bombeiro, afirma que o bar é “um ambiente seguro para uma mensagem perigosa”.

Segundo o Gospel Prime, 90% dos moradores da região não possuem o hábito de frequentar uma igreja. “A maioria das pessoas que vem até nós não entraria em uma igreja tradicional”,argumenta o Pastor Bill Jenkins, que ressalta: “a Igreja Vida Urbana é uma comunidade de fé, sem ritos religiosos, doutrinas ou regras feitas pelo homem”.

Jenkins, que foi ordenado Pastor pela Igreja Batista da Inglaterra, afirma que não tem a intenção de formar “outro clube cristão” e acredita que ir até onde os pecadores estão é a verdadeira função de um ministério.

Utilizando ferramentas de internet, como um site e uma página no Facebook, a igreja tem crescido. O boca a boca também contribui bastante para que mais pessoas sejam alcançadas pela igreja. O dono do bar, Cam Razavi, conta o motivo de emprestar seu estabelecimento para o Pastor promover os cultos: “Ele mora perto de nós e tem sido um bom cliente, então por que não?”

Fonte: Gospel+

ESTUDOS NOTICIAS INFORMAÇÕES E MUITO MAIS

Pesquise Aqui!

Itens compartilhados de Marcelo

Musicas

Ocorreu um erro neste gadget

Minha lista de blogs